em

30 anos de Mario em imagens: A primeira década

30-anos-de-mario-em-imagens-historicas

O encanador mais famoso do mundo já completou três décadas de existência e é indiscutivelmente o personagem mais popular saído dos videogames, mas o que muitos não sabem é que Mario começou sua carreira como personagem coadjuvante em seu primeiro game. Nesta série de artigos, divididos em três partes, acompanhamos a trajetória do encanador bigodudo pelos mais diversos consoles e formatos de games.

Donkey Kong (Arcade) – 1981

No primeiro Donkey Kong, Mario nem mesmo encanador era, ou melhor, nem mesmo ainda era conhecido como Mario, pois seu personagem era um carpinteiro conhecido apenas como ‘Jumpman’ (Homem-pulo). Em defesa da Nintendo, vale ressaltar que o personagem já exibia seu tradicional bigode e chapeuzinho vermelho que se tornariam sua marca registrada.

Donkey Kong (Game & Watch) – 1982

A segunda aparição do gordinho bigodudo incrivelmente foi no console Game & Watch, o avô legitimo do Nintendo DS. Com gráficos ainda piores que seu predecessor para arcade, esta versão do Mario sem dúvidas é a mais distorcida de sua carreira.

Donkey Kong Jr (Arcade) – 1982

Foi na continuação de Donkey Kong para arcade que o personagem foi oficialmente batizado como Mario, além de ter ganhado mais corpo em relação aos outros personagens.

Mario Bros. (Arcade) – 1983

Finalmente ganhando título próprio para arcade, Mario Bros também marcou a primeira aparição de seu irmão Luigi (uma versão exatamente igual do personagem, mas com roupas verdes). Um game bastante divertido que marcou história!

Pinball (NES) – 1984

Depois do estrondoso sucesso de Mario Bros para arcade, a Nintendo começou sua tradição de colocar o personagem em qualquer porcaria de jogo que pudesse vender mais por causa do encanador. Assim, como sua estreia no fliperama, nos consoles domésticos Mario também apareceu, primeiramente como coadjuvante, em um jogo de Pinball para Nintendinho.

Super Mario Bros. (NES) – 1985

Um jogo que marcou geração e lançou o querido encanador para o estrelato definitivo, Super Mario Bros. trouxe o personagem mais elaborado e começou a criar a base de toda mitologia do personagem. Foi neste jogo também que Mario começou a comer cogumelos para crescer de tamanho e dar uma segunda vida para o jogador, uma das grandes sacadas da Nintendo na época.

Golf (NES) – 1985

Ainda em 1985, a Nintendo lançou um jogo de golf com o personagem inserido de maneira unicamente comercial. Esta edição também marca um resultado catastrófico no design do personagem, que mais parece um senhor curtinho sua aposentadoria na Flórida.

Mario Bros. II (Commodore 64) – 1987

Realmente é preciso dar crédito ao carisma do personagem, já que, olhando para trás, fica claro que o personagem não possuiu nenhum planejamento pela Nintendo, que pelo contrário, parecia não ter ideia da dimensão do personagem.

Foi assim que Mario Bros ganhou sua continuação para extinto console Commodore 64, que era ainda mais precário que o NES de dois anos antes (nem vermelho o personagem era).

Punch-Out!! (NES) – 1987

Novamente encarnando um tio gordinho, Mario marcou presença novamente como coadjuvante no divertido game de boxe Punch-Out!! para Nintendinho.

Super Mario Bros. 2 (NES) – 1988

Acreditando que a versão do Super Mario Bros. 2 não teria grande aceitação fora do Japão, a Nintendo adaptou o game “Yume Kojo: Doki Doki Panic” com os personagens do universo Mario e lançou o jogo internacionalmente, daí a sensação dos jogadores da época “que havia algo estranho” ao jogar Super Mario Bros. 2.

Este game também foi o primeiro a diferenciar o Luigi do Mario além das cores, com o personagem se tornando maior e podendo pular mais alto que seu irmão gordinho (que por sua vez corria mais).

Super Mario Bros. 3 (NES) – 1988

Um dos melhores jogos de todos os tempos, Super Mario Bros 3 além de muito divertido trazia uma série de novidades legais, como vestimentas especiais para os personagens que conferiam novas habilidades e poderes a Mario e Luigi. Um verdadeiro clássico!

super-mario-bros-3

 

Super Mario Land (Gameboy) – 1989

O primeiro game do Mario para Gameboy foi uma releitura de Super Mario Bros adaptada para os recursos gráficos do console, porém todos as fases foram reconstruidas para que os jogadores do original pudessem se divertir novamente.

super-mario-land-game-boy

Super Mario World (Super Nes) – 1990

Maior sucesso da franquia de todos os tempos, ultrapassando 20 milhões de cópias distribuidas, Super Mario World (ou Super Mario Bros 4 no Japão) é um dos jogos mais queridos de todos os tempos – mesmo reprisando a velha história da Princesa Peach sendo raptada pelo Bowser.

Com mais de cem fases (muitas delas secretas) e vinte e seis chefes, Super Mario World trazia melhores gráficos e um cuidado estético maior com a franquia, além de ter apresentado o dinossauro Yoshi (que quando montado, adicionada uma percussão a trilha sonora do jogo).

super-mario-bros-4

super-mario-bros

Dr. Mario (NES) – 1990

Muito antes do sucesso do Dr. House, o Mario já aparecia nos games como um médico nesta espécie de Tetris 😛

dr-mario

NES Open Tournament Golf (NES) – 1991

Ainda na linha “vamos explorar o sucesso do Mario de qualquer forma”, a Nintendo utilizou o personagem novamente para um segundo game de Golf com o nome da empresa. Nesta versão, além do Mario, era possível jogar com o Luigi e tanto Peach como Daisy figuravam como caddies.

mario-golf

 

Yoshi (NES) – 1991

Quase um clone de Dr. Mario, o primeiro game do Yoshi consistia em mais uma versão Tetris com os personagens do universo do encanador.

yoshi-tetris-1991

 

Na próxima semana volto com a segunda década do Mario nos games, que começou muito bem com o espetacular Mario Kart para Super Nintendo!

alguém opinou!

Deixe sua opinião!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Ímpar

Publicado por Salvador Camino

ModeradorVerificadoPromotor(a)EscritorGamerRepórterMusicistaFotógrafo

XCom – Enemy Unknown

Voyage – Instalação de origamis high-tech iluminam o inverno de Londres