Ambrosia Música Banda Alteris questiona visão maniqueísta do mundo no novo clipe “Bom ou Ruim”

Banda Alteris questiona visão maniqueísta do mundo no novo clipe “Bom ou Ruim”

Após chamar atenção com o clipe de estreia, “Salamandra”, a banda fluminense Alteris segue entregando sua estética da neopsicodelia unida ao progressivo e à música latina. O novo clipe, “Bom ou Ruim”, dialoga com a dualidade dos tempos modernos, recorrendo a uma filosofia do século III para provocar um questionamento sobre o embate entre lados opostos que se anulam. O vídeo foi dirigido por Júlio Victor e já está no canal oficial da banda. A faixa também está disponível nos principais serviços de streaming.

Conhecido por integrar a banda Sasha Grey as Wife e pelo canal de YouTube Tá na Capa, Júlio Victor é também responsável pela produção de “AMI”, primeiro EP da Alteris, previsto ainda para o primeiro semestre, além de assinar produção, roteiro e edição do clipe. As quatro faixas do trabalho entregam temáticas voltadas para a fragilidade das relações interpessoais com uma identidade singular.

Em “Bom ou Ruim” não foi diferente. Aqui, a banda discute o conceito dos extremos, que continua permeando a sociedade nos principais debates políticos e culturais e segue regendo nossas relações sociais. Ao questionar o maniqueísmo, surgido há quase dois milênios e ainda presente nas mais variadas visões de mundo, a Alteris defende as liberdades individuais e a diversidade. No vídeo, esses opostos são representados pela dualidade entre as atrizes Yashmin Salvador e Yasmin Prado.

“A ideia do roteiro surgiu do conceito de divisão. Assim sendo, foram selecionados objetos para simbolizar determinados exemplos do maniqueísmo que vemos diariamente. Quanto ao ambiente, a ideia era passar a sensação de opressão, fazendo referência ao senso comum determinando o que é bom ou ruim. Observando o momento de caos geral que vivemos, acreditamos que um dos principais fatores responsáveis pela desarmonia e intolerância é a cultura do maniqueísmo, portanto a escolha da música passa pela necessidade de provocar uma reflexão sobre o tema e também sobre a  liberdade individual de cada um em suas ações”, explica o vocalista João Barros.

Além dele, a Alteris é formada por Mahayan Maximiano (guitarra), Igor Telles (baixo), Felipe Miranda (bateria) e Dayan Maximiano (teclado). Todos músicos experientes com vários projetos, eles buscavam uma nova identidade musical que os estimulasse criativamente. Barros, Mahayan e Felipe já tocavam juntos e encontraram em Igor e Dayan o que faltava para alcançar o resultado que pretendiam.

Após passar o último ano em um processo longo de produção em sua cidade natal de Barra Mansa, a Alteris se prepara para lançar seu debut.

Ficha técnica:

Produção e edição visual: Júlio Victor.

Roteiro: Júlio Victor e João Barros

Atrizes: Yashmin Salvador e Yasmin Prado

Produção, mixagem e masterização de áudio: Júlio Victor.

Letra:

Corra enquanto há tempo

antes que eles digam

quem é bom ou ruim

Olhos bem atentos

dispara teu alento

Não vão te eximir

Dedos que apontam

separam como querem

Tão certos do que é são

Vozes se levantam

sós formam o coro

Que não se sabe d’onde vem

Qual lado irá pender?

Qual lado irá perder?

Qual lado irá pender?

Qual lado irá?

Não vão

deixar

Em paz

Não vão

dizer

são bem mais

Não vão

deixar

Em paz

Não vão

dizer

São bem mais

Não vão

deixar

Em paz

Participe com sua opinião

Por favor preencha o comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

próxima publicação