Bellas e Flor mergulham nos diversos modos de afeto no álbum “Transe”

Ambrosia Lançamentos Bellas e Flor mergulham nos diversos modos de afeto no álbum “Transe”

Bellas e Flor é um projeto que une sonoridades da música brasileira em uma viagem existencial e afetiva sobre as relações humanas. Atualmente divulgando “Transe”, seu álbum de estreia, o duo formado por Flor (voz e violão) e Bellas (voz) prepara novidades.
Eles se encontraram a partir e um amigo em comum, o músico Gabriel Pirovanni, que tocou com Bellas na banda Altas Transas. Foi ele quem sentiu os movimentos individuais dos artistas, levando uma canção de Bellas até Flor por acreditar que harmonizariam perfeitamente. Após um encontro de composição, eles acharam cumplicidade e afeto que transparecem nas letras de coração aberto e na intensidade da performance dos artistas.
Criado originalmente em formato voz e violão, o projeto se apresentou em diversos palcos, incluindo  o Sofar Rio de Janeiro, o Ensaio Aberto (Vitória – ES) e a Feira Ekobé (Rio de Janeiro – RJ).
Bellas e Flor mergulham nos diversos modos de afeto no álbum “Transe” | Lançamentos | Revista Ambrosia
Junto com a boa recepção do público das performances ao vivo, veio o convite do produtor Leandro Donner, conhecido pelo seu trabalho ao lado do Bloco do Sargento Pimenta, para registrar o repertório em forma de álbum. Naipes de sopro, cordas e percussões surgiram de modo a ampliar os territórios e multiplicar as texturas sonoras criadas no violão.
Em um processo que começou em 2017 e foi finalizado com uma bem-sucedida campanha de crowdfunding, “Transe” é a estreia de Bellas e Flor. O disco propõe uma viagem com início, meio e fim. Dos tambores de “Jiboia” à oração final de “Salve”, os artistas oferecem uma imersão em sentidos e experimentações. O álbum também inclui participações especiais de grandes músicos. “Sertão”, por exemplo, teve seu arranjo de sopros feita por Vittor Santos e o arranjo de violões para a instrumental “Tem Coisa se Pondo no Lugar do Sol II” foi escrito por Carlos Chaves.

A dramaturgia do álbum propõe uma unidade pelos diversos aspectos da vida e da expressão de Bellas e Flor. Em 14 canções, passeiam pelos diversos modos de afeto. “Transe” teve produção musical de Donner, engenharia de som e mixagem do álbum de Daniel Silli e a masterização de Carlos Freitas (Classic Master).
Quase um ano após esse primeiro momento, o duo quer se consolidar no cenário musical com uma série de vídeos, apresentando as facetas do projeto e dando nova luz para as composições.

#Novidades