Conheça a música portuguesa de André ViaMonte | Música | Revista Ambrosia
em ,

Conheça a música portuguesa de André ViaMonte

Sons climáticos e envolventes como uma trilha sonora cinematográfica são as primeiras impressões ao dar play em uma canção de André ViaMonte. Um dos nomes em ascensão na música portuguesa, ele soma dois discos e um espírito de cidadão do mundo.

André nasceu em Zurique, na Suíça, como filho de pais imigrantes e cresceu no Sul da Alemanha. Durante sua infância, ele encontrou inspiração nas diferentes culturas musicais que cresciam ao seu redor – desde o folclore português, passando pelo fado, ópera, jazz, vozes búlgaras e a música brasileira, que vem de suas raízes, já que sua bisavó nasceu por aqui. A construção desse legado cultural na sua infância permitiu-lhe acessar uma biblioteca de sons diferentes e díspares que formariam a sua música.

Aos 5 anos, André ViaMonte ingressou nas aulas de canto e de teatro na capital suíça. Foi lá que descobriu o gosto pela música. Apesar de já compor e de encarar o criar e o ato de cantar como um refúgios ou rituais pessoais, foi só na vida adulta e já em Portugal que o artista reconheceu que queria fazer disso a sua carreira. E o começo veio da formação em Musicoterapia, que uniu composição e canto com a parte terapêutica. Os processos de cura em que se envolveu tornaram-se uma plataforma de inspiração e foram base para o seu disco de estreia, “VIA”, de 2016.

Após uma viagem interior com o seu primeiro álbum, tendo cumprido o seu papel intimista de comoção e de resgate de emoções, em 2019 André lançou “MONTE”, um trabalho focado no futuro sem perder de vista os valores do passado. Apesar de seguir uma linha fiel ao debut, que juntava instrumentos tradicionais com eruditos, o novo álbum trouxe inspirações contemporâneas, em que instrumentos clássicos se fundem aos eletrônicos.

Finalizado em Abbey Road com Alex Wharton (Paul McCartney, Pixies, Gilberto Gil, Radiohead, Massive Attack), o disco cria ambiências e contr com participações especiais de Eunice Muñoz, Beatriz Nunes (Madredeus), B-Leza, Ashwinder Nippy e o Gospel Choir de Coimbra.

Para 2020, André ViaMonte planeja novos lançamentos e uma turnê. Talvez seja o primeiro passo para aproximar suas canções do Brasil, a terra de suas raízes.

Opiniões

Participe com sua opinião!

Carregando

0