em ,

Pedro Mann lança “Salineiras”, seu terceiro álbum de estúdio

Pedro Mann faz um retorno às suas origens ao mesmo tempo que dá um passo adiante no seu mais novo disco, “Salineiras”.

O cantor e compositor carioca remonta às canções pessoais de sua estreia, “O Mundo Mora Logo Ali” (2013), e constrói sobre a maturidade sonora de “Cidade Copacabana” (2016) para criar um trabalho onde as letras intimistas, de grande entrega e vulnerabilidade, são embaladas por instrumentos acústicos em arranjos sofisticados.

O amor continua guiando o cancioneiro de Pedro Mann, que desde sua estreia solo surge na temática das canções, sejam elas minimalistas, sejam potencializando sua vocação pop. Essa visão urbana e moderna dos relacionamentos ganha em “Salineiras” um olhar sob o prisma de uma reflexão sobre as idas e vindas das marés, sobre dar a volta por cima e sobreviver às arrebentações. Convidando o ouvinte a navegar pelas ondas – ora de tormenta, ora de calmaria -, Mann embarca em uma jornada sobre sua própria busca por um norte.

“‘Salineiras’ é um disco muito íntimo e autoral, 8 canções muito pessoais que foram registradas do jeitinho que sempre quis – com cordas, sopros e uma banda maravilhosa. Nunca consegui separar minhas vivências pessoais da minha arte e ‘Salineiras’ vem curando algumas feridas antigas, tem alguma coisa que descansa, que decanta. É também sobre delicadeza, sobre um processo de amadurecimento importante pra mim, uma jornada interna de navegar além pra depois voltar para casa. É necessário tempo para que esse resgate aconteça, essa volta pra dentro de si. Pra saborear o sal é preciso deixar que a água evapore e esperar que o sol seque o mar”, analisa o artista.

O álbum marca sua primeira colaboração com o produtor Rodrigo Vidal e recebe participações especiais de músicos do cenário carioca.

Ficha técnica

Salineiras foi gravado no estúdio Casa do Mato (RJ) entre janeiro e agosto de 2019. Produzido, gravado e mixado por Rodrigo Vidal.
Gravações adicionais: Ronaldo Lima. Assistente de gravação: Erik Valentim
Banda:
Pedro Mann: Voz e baixo elétrico
Ricardo Rito: Teclado
Pedro Silveira: Guitarra e violão de aço
Carlos Sales: Bateria
Joana Queiroz: Clarinete
Antonio Guerra: arranjo e regência de cordas*
Quarteto Atlas: Cordas
Violão: Ricardo Amado Da Silva
Violino:Carlos Roberto Mendes
Viola: José Ricardo Vöelker Taboada
Violoncelo: Pablo de Sá
Gilson Santos:  Trompete
Yuri Villar: Sax tenor
Jonas Hocherman: Trombone
Fernando Caneca: Violão Tenor
Marcelo Cebukin: Flauta
Tiago Didac: Percussão
Pablo de Sá: Violoncelo
Aline Gonçalves: Flauta
Luis Barcelos: Bandolim
Aquiles Moraes: Fluegel
Selo: Pomar
Fotos: Fernando Young
Projeto Gráfico: Cubículo

Participe com sua opinião!