Rohmanelli faz um grito por liberdade em “Toneaí” | Lançamentos | Revista Ambrosia
em , ,

Rohmanelli faz um grito por liberdade em “Toneaí”

Usar a música como forma de questionar padrões sexuais, amorosos, políticos e religiosos faz parte do discurso forte na arte de Rohmanelli. E como resposta ao avanço do conservadorismo, ele usa o carnaval para gritar por liberdade em “Toneaí”, uma música que prega o orgulho LGBT+ e toda forma de amor. A faixa  já está disponível para streaming e ganha um clipe.

Com participação de MC Versa, Ju Sofer, Orquidália, Iguanas Tropicais e Duda Medeiros, a música foi composta após o infame caso do golden shower, no carnaval do ano passado. “O Carnaval é o grande exorcismo coletivo, o único momento em que todos se jogam nas ruas para celebrar a liberdade. Uma liberdade que precisamos mais forte reafirmar”, reflete o artista.

Reinvenção é palavra-chave no trabalho de Rohmanelli, italiano radicado no Brasil há 20 anos. Ele iniciou sua carreira na música em 2014, com a banda Vita Balera. O projeto explorava o rock alternativo com letras em italiano e chegou a lançar um EP homônimo. Antes disso, ele estudou música erudita e canto lírico. Após o fim da banda, Rohmanelli focou no seu projeto solo de música eletrônica alternativa ao lado do produtor e músico argentino Jeronimo Gonzalez.

Foi aí que nasceu Rohmanelli, unindo estética, figurino, letra e música. Em 2016, ele lançou sua estreia com o álbum “Anomalous”, um trabalho conceitual que trafegava entre o português, inglês e italiano e que gerou sete videoclipes. Em 2018, Rohmanelli lançou “Fanatismi”, um álbum em italiano e muito mais maduro, reunindo experiências e parcerias adquiridas nos primeiros momentos da carreira. Desde então, suas composições passaram pelas mãos de DJs, produtores e músicos do Brasil, da América do Sul e da Europa.

“Macho Discreto”, primeira parceria com o produtor musical Binho Manenti, se tornou um single e clipe provocador assinado pela Vinil Filmes. O lançamento foi um novo passo nessa sonoridade que une influências do punk, da eletrônica, do rock e do pop. É o que Rohmanelli chama de “transpop”, uma musicalidade sem barreiras de gêneros e idiomas. Agora, ele se prepara para lançar o primeiro disco totalmente em Português, refletindo suas duas décadas vivendo no país. Intitulado “[Brazilejru]”, o álbum contará com “Toneaí”.

“A música é uma canção pop com elementos de rap e brasileiros que quer celebrar a soberania do corpo de cada um de nós na afirmação dessa liberdade, a irreverência do carnaval e sua centralidade na cultura brasileira, uma crítica a quem quer censurar o que de mais brasileiro há no Brasil. O direito de ser feliz deve ser garantido a todos e nenhuma censura ou atitude julgadora poderá nos afetar e diminuir”, conta ele.

Opiniões

Participe com sua opinião!

Carregando

0