em ,

Sony fala sobre o futuro do PlayStation 4

Jim Ryan, CEO da PlayStation, numa entrevista recente, detalhou as intenções da Sony em relação ao futuro do PlayStation 4 após o lançamento do PlayStation 5.

Ele confirmou que o PlayStation 4 continuará a receber suporte, atualizações e títulos compartilhados com o PlayStation 5 por alguns anos, até que progressivamente se concentrem exclusivamente no novo hardware.

A responsabilidade da empresa é com todos os usuários, e isso é a mais coisa racional a fazer.

Playstation V

A Sony lançará títulos para ambas as plataformas, e outros exclusivamente para a nova . Assim tudo será mais progressivo, deixando de lado o sentimento de abandono para aqueles que ainda não conseguiram dar o salto para a nova geração.

Além disso, Ryan aponta para as pequenas desenvolvedoras, que produzem títulos menores e não precisam lançar suas produções nas plataformas da nova geração. Assim, o PlayStation 4 poderá receber esses tipos de títulos por mais tempo.

Com a chegada da PlayStation 5 ao mercado, teremos alguns títulos da PlayStation Studios para ambas as plataformas, como SpiderMan: Miles Morales ou SackBoy: A Great Adventure. Como também a confirmação de um título tão importante como Horizon Zero Dawn II: Forbidden West também chegará à PlayStation 4. Demonstrando assim, o apoio da empresa à plataforma anterior.

A coisa não acaba aqui, pois não são poucos os publishers externos que continuam a suportar as plataformas de última geração, como é o caso da Ubisoft com o lançamento do recente Assassins Creed Valhalla em praticamente todas as plataformas.

Aprendendo com o passado

Na geração do PlayStation 3, a mudança foi muito abrupta, é verdade que as políticas da Sony  beneficiaram os usuários ao recorrer ao PlayStation 4 . A maioria dos desenvolvedores saiu rapidamente da geração anterior, concentrando-se no novo hardware. O motivo foram as limitações, mas aqui temos total compatibilidade com as versões anteriores.

Assim, os títulos podem ser reproduzidos por usuários de ambas as plataformas, estendendo ainda mais a vida do hardware anterior como diz Jim Ryan , pois este último seria mantido por mais tempo por pequenas editoras.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *