em

20 Anos de Sandman

[Este artigo foi escrito pela colaboradora Ana Slodoba]

20 Anos de Sandman | Quadrinhos | Revista Ambrosia“Acorde, senhor. Chegamos“. Por mais contraditório que possa parecer, foi essa frase que há quase 20 anos abriu as portas do mundo dos sonhos criado pelo escritor inglês Neil Gaiman (que agora em julho estará no Brasil). A históra da criação de Morpheus e todas as personagens, lugares e eventos que o cercam são praticamente um sonho também. Gaiman ainda estava começando a carreira de escritor de HQs (publicara poucos títulos como Violent Cases e Orquídea Negra anteriormente) e mesmo os quadrinhos estavam passando por uma revolução, deixando de ser apenas diversão para crianças, mas as conhecidas “Graphic Novels“, ou, em uma tradução literal, “Romances Ilustrados“.
No meio desse furacão Gaiman recebe o convite da DC para melhorar uma personagem que andava meio esquecida, o Sandman. As histórias dos anos 70 envolviam um sujeito de carne e osso, e algumas personagens que na nova versão também deram as caras (como Hector Hall e Daniel Hall). A editora da DC na época deu bandeira branca para o escritor: você deve manter o nome, o resto pode mudar o que quiser.
E como ele mudou. A história de super-herói virou um grande baú de contos mitológicos, horror e figuras históricas. Temos Shakespeare, fadas, demônios, anjos, e é claro, os seis imortais irmãos de Sonho: Destino, Morte, Desejo, Desespero e Delírio. Aqui há uma sacada na qual Gaiman chama todos com nomes que iniciam com a letra ‘D’, o que se perdeu em algumas traduções como a da Globo, ou sofreu adaptações meio forçadas como a tradução de “Dream” para “Devaneio” em traduções mais recentes.
E depois disso, o sucesso e reconhecimento, e fãs no mundo todo. E é para celebrar toda essa história que uma grande festa de comemoração dos 20 anos do título está sendo preparada e, o que é melhor, com diversos presentes para os fãs. Para começar, em setembro será lançada lá fora a Absolute Sandman número três com um suporte de livros especial. Você pode conferir como é o “mimo” da DC clicando aqui (já avisando: o preço é salgado e a edição é limitada).
Além disso, segundo a HQ Maniacs, diversos desenhistas que colaboraram ao longo das 75 edições de Sandman foram convidados para fazer ilustrações das personagens, e já é possível conferir algumas delas:

Sonho, por Sam Keith

20 Anos de Sandman | Quadrinhos | Revista Ambrosia

Cain, por Kevin Nowlan

20 Anos de Sandman | Quadrinhos | Revista Ambrosia

Lucifer e Mazikeen, por P. Craig Russell

20 Anos de Sandman | Quadrinhos | Revista Ambrosia

Se você ainda não teve a oportunidade de conhecer Sandman, saiba que ficou bem mais fácil encontrá-lo: a editora Conrad está prestes a lançar o último encadernado (“O Despertar”), e a editora Pixel já anunciou que ainda em 2008 teremos o Absolute Sandman aqui no Brasil. Oportunidades não faltarão.

[Este artigo foi escrito pela colaboradora Ana Slodoba]

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

2 Comentários

#Lançamento'22 Circuito Ambrosia