em

A Semana em Quadrinhos (14/07/09)

Muitos boas novidades nessa primeira semana de julho de 2009. Talvez as três mais legais sejam o primeiro número da nova revista da Buffy, o encadernado “Crepúsculo Esmeralda” e Invasão Secreta 4.

X-Men #91

xmen-91

Para variar a única história interessante é a São Francisco-X, este arco foi publicado originalmente em Uncanny X-Men 500 e marca a mudança de residência dos X-Men para São Francisco, tornando-os a mais nova sensação da cidade e um velho conhecido da equipe mutante resolve aparecer, justo durante uma exposição com Sentinelas!

Os desenhos ficam sob a responsabilidade de Greg Land e Terry Dodson, particularmente não gosto dessa mistura pois a arte muda a cada página e a discrepância entre o traço de um com o do outro é gigantesca. Uma página a Emma está com peitos enormes em outra todos os personagens estão sorrindo de felicidade no meio de um ataque dos Sentinelas.

No arco de X-Men Legacy, Charles Xavier conta com a ajuda de Gambit na sua busca pelo seu passado. E mais, Sam Guthrie volta a sua terra natal em uma história totalmente desnecessária e sem mencionar o desperdício de papel que é as histórias dos Jovens X-Men.

Revista mensal, formato americano, 100 páginas, papel Pisa-brite, R$ 7,50, distribuição nacional

Invasão Secreta #4

invasao

A Invasão se intensifica, Nick Fury e seus novos comandos dão uma coça federal nos Skrulls, mas sem mais nem menos, abandonam a luta. Na Terra Selvagem, Homem de Ferro, Viúva Negra e Wolverine tentam descobrir uma saída para o problema dos Skrulls. No calor da batalha em NY, surgem raios e apenas dois vultos são vistos no campo de batalha: Thor e o Capitão América. Em Invasão Secreta: Linha de Frente, vemos o que aconteceu com aqueles que estavam em volta dos primeiros pontos de invasão, entre eles Ben Ulrich, editor e jornalista do jornal Linha de Frente.

Mini-série mensal em 8 edições, Formato americano, 52 páginas, R$ 6.50, Editora Panini.

A Torre Negra: O Longo Caminho Para Casa #2

torre

A editora Panini mais uma vez mostra que sua distribuição setorizada é uma vergonha. Enquanto estamos em julho e a terceira edição já saiu em São Paulo, aqui chegou apenas a segunda edição, que continua maravilhosa, porém, devido a demora, perde-se um pouco o prazer da leitura. De qualquer forma nesse edição, Roland ainda está com a consciência presa dentro da Toranja de Merlin enquanto Alain e Cuthbert tentam fugir da turba que quer os matar.

Superman #80

superman1

Iniciando uma nova saga por Geoff Johns e Gary Frank, a revista Superman #80 trouxe nada mais nada menos que três capítulos seguidos de Brainiac, nome deste arco, que promete muito. A história consiste não em recontar as origens de Brainiac nem nada do tipo, mas sim em colocá-lo no patamar de grande antagonista do Homem-de-Aço e explicando um pouco mais sobre suas atitudes do passado perante os kryptonianos (com o engarrafamento de Kandor) e sua relação com a Terra e o Superman. Excelente história, que não merece spoilers aqui – leiam para crerem! Detalhe para o traço de Gary Frank que consegue fazer o Super dos quadrinhos ser idêntico ao grande Christopher Reeve, tanto sem como com o uniforme azul. Impecável. Já a Supergirl, ainda continua cambaleando, mas logo a fase de Sterling Gates deve começar aqui, o que vai melhorar e muito a revista.

Lanterna Verde: Crepúsculo Esmeralda

crepusculo-esmeralda

Aproveitando que o Lanterna Verde está em evidência, a Panini lançou este mês o encadernado que mostra a decadência de Hal Jordan e a ascensão de Kyle Rayner como Lanterna Verde, afinal até os maiores heróis da Terra têm seus momentos sombrios. Esta edição começa após a destruição de Coast City e o último resquício de sanidade de Hal desaparece após a decisão dos Guardiões em não ajudá-lo a trazer sua cidade de volta e ainda de quebra retirarem o anel dele. Esses acotnecimentos foram de tamanha importância que até hoje Hal Jordan paga pelas consequências de seus atos. Esse caminho sem volta em direção à loucura resultará no nascimento de um dos maiores vilões que o Universo DC já viu! A Panini apresenta ao seu público uma edição especial de 196 páginas dedicadas à inesquecível história da queda de um ícone, cortesia do escritor Ron Marz.

Formato americano, 196 páginas, R$ 23,90, Distribuição Setorizada, Editora Panini.

Buffy #1

buffy

Poucos seriados tiveram a importância que Buffy teve, afinal de contas a série foi lançada em um período onde não havia muitas séries onde a protagonista é uma menina que luta contra vampiros e demônios, a única outra série que tinha ne época onde a protagonista era uma mulher foi Xena.

Sem querer parecer pretencioso, afirmo que Buffy abriu as portas para muitos seriados que existem hoje como Smallville, Supernatural, Reaper e até mesmo Heroes.

Ao final da sétima temporada de Buffy, A Caça-Vampiros, a solitária Caçadora viu-se às voltas com mais 2000 garotas como ela espalhadas pelo mundo e, além disso, ganhou uma declaração de guerra por parte do exército americano! Agora, entre batalhas contra novas hordas demoníacas, cultos sinistros desconhecidos e uma irmã gigante, Buffy ainda tem que lidar com velhos conhecidos. Roteiros do criador da série Joss Whedon e desenhos de Georges Jeanty.
(Buffy: The Vampire Slayer Season 8, 1 e 2)

Minissérie em 5 edições, formato americano, 52 páginas, R$ 6,00, distribuição setorizada

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

9 Comentários

  1. todos muito bom,menos o lanterna verde.
    eu não gosto do lanterna verde pq não entendo nada da história e até hoje me pergunto quem é o lanterna verde o hal jordan,o john stewart ou o kyle????se bem que eu até gostava um pouco daquele lanterna verde do desenho da liga da justiça o john stewart…..no desenho ele era bem legal