em , ,

Adaptação de um conto de Lima Barreto é indicado ao HQMIX 2020

A Nova Califórnia de Daniel Araújo traz a ainda atual crítica social de Barreto

Crítico notório da sociedade de sua época, o escritor Lima Barreto (1881-1922) ferozmente escreveu suas considerações literárias a várias condições da Sociedade, militando em seus escritos contra o preconceito racial, como fez em Recordações do Escrivão Isaías Caminha (1909) ou contra a luta de classes em Triste Fim de Policarpo Quaresma (1911), para dar exemplo de dois de seus livros mais famosos.

Como jornalista seus textos combatia os abusos do governo, a corrupção encruada na política, o descaso com as camadas mais pobres… e seus contos seguiam essa demanda ainda atual, onde Barreto empertigava ao denunciar falhas, deficiências, preconceitos e vícios da época em que vivia.

O conto A Nova Califórnia escrito em 1910 e publicado somente em 1915 como apêndice do romance Triste Fim de Policarpo Quaresma, é uma crítica à sociedade burguesa carioca, dando ênfase ao ridículo comportamento humano frente a certa situação de facilidades financeiras.

Esse texto ganhou uma bela composição em narrativa gráfica, roteirizada e ilustrada pelo quadrinista Daniel Araujo.

 

O conto de Lima Barreto é uma sátira que ao mesmo tempo perpassa o comportamento dos habitantes de uma pequena e fictícia cidade, explicitamente desaprovado por eles, mas que coadunam em fazer o que censuravam; como também as situações cômicas e exageradas desenvolvidas para serem engraçadas, mas que carregam a reflexão em seu contexto.

Autoretrato do autor da graphic novel, indicada ao Troféu HQMIx 2020.

Daniel Araújo, admirador do trabalho de Barreto, compôs a ideia pra lançá-la em 2015, ano do centenário do conto, porém o ProAc (programa de incentivo do governo de sao paulo) só aprovou o projeto em 2018, sendo lançado ano passado. Esse atraso, que segundo o própio autor, serviu para aprimorar o roteiro e a pesquisa da narrativa gráfica.

Em contato numa rede social, Daniel indica que a escolha do conto para adaptação é seu potencial gigante de ressonância com novas gerações. O que faz de maneira que segue o original, mostrando o paralelo irônico entre as corridas do ouro nos EUA do século XIX, o egoísmo e a insensatez que surgem quando somos levados a crer em mitos para melhorar de vida. Sem o senso crítico, acredita-se em qualquer coisa e a ignorância se torna rumo de sua sobrevivência, chegando a selvageria.

Um texto de 110 anos que segue atual, adequando-se ao cenário brasileiro como um espelho para aqueles que apostam em promessas sem sentido e perdem seus valores morais, colocando os interesses materiais acima de tudo que pregavam.

Na arte de Araújo os personagens de Tubiacanga ganham versões que lembram muito o estilo das BD, os quadrinhos franco-belgas, com características pitorescas o boticário Bastos, o Coronel Bentes, o Tenente Carvalhais entre outros se alinham para facilitar melhor a diferenciação que Lima Barreto desenvolveu para seus personagens. Além disso o cenário é apresentado em P&B, com camadas de cinza, ressaltando a atmosfera de uma história com um apelo ao terror.

Indicada ao Troféu HQMix 2020 como melhor adaptação, A Nova Califórnia expõe as vísceras de nossa sociedade, mesmo o conto escrito há anos, a história é muito atemporal e mais ainda nos dias de hoje, onde dois aspectos do conto estão inseridos em nossa realidade: o dilema ‘ganância X morte’, a mediação da ciência numa situação inesperada e a barbárie.

A graphic novel revela com entusiasmo toda o conflito da tessitura narrativa de Lima Barreto para dentro de uma delineação palpável das histórias em quadrinhos. Recomendado

Nota: Muito Bom (3,5 de 5)

Adaptação de um conto de Lima Barreto é indicado ao HQMIX 2020
3.5 / 5 Crítico
Avaliação
Publico (0 notas) {{ reviewsOverall }} / 5
Resenhas Deixei sua nota!
Ordernar por:

Deixe sua nota e participe!

User Avatar User Avatar
Verificado
{{{review.rating_comment | nl2br}}}

Show more
{{ pageNumber+1 }}
Deixei sua nota!

Opiniões

Participe com sua opinião!

Carregando

0