As Melhores HQs de 2012 – Clássicas e Alternativas (EUA)

Ambrosia Quadrinhos As Melhores HQs de 2012 – Clássicas e Alternativas (EUA)

2012 foi um ano para se rever e descobrir quadrinhos do passado. Nos EUA, ótimos relançamentos e coletâneas compensaram as poucas publicações inéditas de maior relevância. A grande surpresa foi o formato lúdico escolhido por Chris Ware para reunir sua série de HQs “Building Stories”.

Como de costume, a editora Fantagraphics se destacou com reedições luxuosas e cuidadosas de clássicos. Obras consagradas como “Príncipe Valente”, “Pogo” e “Popeye” só ficaram fora desta lista para evitar uma repetição anual de elogios, mas são onomatopeicamente recomendadas.

Building Stories – Chris Ware

Narrativa fragmentada em diversos formatos, desde pequenos livros e faixas de papel até jornais. Tudo engenhosamente embalado em uma caixa semelhante à do jogo de tabuleiro Monopólio (Banco Imobiliário). O formato divertido contrasta com os personagens melancólicos e as narrativas deliberadamente arrastadas, típicas do autor.

building-stories

 

Spacehawk – Basil Wolverton

Obscuro herói espacial criado por Wolverton. Os rostos grotescos e divertidos dos vilões extraterrestres antecipam o estilo cômico que levaria o autor à revista Mad. A edição da Fantagraphics preserva as cores fortes e chapadas das HQs originais, realçando os desenhos estranhos, inconfundíveis. Fúria gráfica que pode ser apreciada independente dos diálogos e roteiros.

basilw

 

Love and Rockets: New Stories #5 – Gilbert & Jaime Hernandez

Jaime Hernandez atingiu a perfeição gráfica, com linhas leves e alto contraste. Gilbert volta à sua mítica Palomar, em tom de paródia violenta. 30 anos após a publicação do primeiro número da revista, os irmãos Hernandez continuam surpreendendo e encantando os leitores. Quem não tem acompanhado a nova fase da publicação deve ir direto à sangrenta Love and Rockets: New Stories #3.

lovrock

 

My Friend Dahmer – Derf

Derf  teve a sorte (sorte?) de ter sido colega de escola do assassino serial Jeffrey Dahmer. O projeto de fazer uma HQ biográfica sobre a juventude do criminoso começou nos anos 90, mas só em 2012 o autor conseguiu convencer uma editora a publicar a versão integral de sua novela gráfica. Perturbador por mostrar o monstro que viria a matar 15 pessoas como um simples adolescente problemático, semelhante a tantos outros que conhecemos.

dahmer

Heads or Tails – Lilli Carre

Fábulas modernas ilustradas com uma arte versátil, simples e delicada.

Lilli_Caree_HeadsOrTails_900

 

Everything Together: Collected Stories – Sammy Harkham

Nesta coletânea das criações de Harkham, está quase escondida uma das melhores HQs dos últimos anos: “Poor Sailor”, adaptação de um conto de Guy de Maupassant, e exemplo irretocável de domínio sobre a linguagem dos quadrinhos. “Poor Sailor” provavelmente será lançada no Brasil em 2013.

sammy_harkham_thumb

 

The Best American Comics 2012 – Vários autores

A edição de 2012 desta coletânea anual reúne amostras de HQs publicadas entre Setembro de 2010 e Agosto de 2011. Não é a melhor edição da série, mas permite dar uma nova espiada em lançamentos recentes como “X´ed Out” de Charles Burns, “Jimbo” de Gary Panter, “Congress of The Animals” de Jim Woodring e a fantástica “Big Questions” de Anders Nilsen.

chburns

 

Ed the Happy Clown – Chester Brown

Chester Brown teve duas de suas ótimas obras biográficas publicadas no Brasil (“Pagando por Sexo”, “A Playboy”), mas aqui o clima é outro. Narrativa sombria e surreal, repleta de reviravoltas, originalmente publicada nos anos 80. Começa como uma coleção de histórias sem sentido, que passam a se interligar após o palhaço Ed encontrar uma mão amputada embaixo de sua cama.

ed

 

Is That All There Is? – Joost Swarte

Coletânea dos quadrinhos do cultuado autor holandês, fascinado pela “linha clara” dos desenhos de Hergé (Tintim). Swarte mostra um virtuoso domínio sobre várias técnicas gráficas em histórias curtas, que incluem homenagens ao mestre Hergé e aos clássicos quadrinhos “Upside-Downs”.

swarte

 

#Novidades