Ambrosia Quadrinhos Coletânea reúne primeiras HQs de Steve Ditko, co-criador do Homem-Aranha

Coletânea reúne primeiras HQs de Steve Ditko, co-criador do Homem-Aranha

Após o fim da Segunda-Guerra, a venda de quadrinhos de super-heróis caiu drasticamente. Algumas editoras, como a EC e a Charlton apostaram em outros gêneros, principalmente terror e ficção científica, e as vendas de suas revistas dispararam. Os autores dessas HQs tinham muita liberdade para criar, desde que as revistas vendessem bem.

Em 1954, pressionadas pela opinião pública americana, as editoras criaram o Comics Code, um código de autocensura que acabou eliminando do mercado as revistas de quadrinhos consideradas violentas.

A coletânea Strange Suspense – Steve Ditko Archives (vol.1) reúne alguns dos primeiros trabalhos profissionais de Ditko, entre 1953 e 1954. Exceto a última, essas HQs foram criadas pouco antes de o Comics Code entrar em vigor. Embora tenha trabalhado com vários gêneros, do western ao romance, é nas histórias de terror, suspense e ficção científica que Ditko mostra suas maiores habilidades, em narrativas em que parece não haver limites para a imaginação: um homem que derrete, um cowboy morto-vivo radioativo, manequins de loja que bebem sangue humano, um episódio de terror narrado por um vestido de noiva e uma versão vampiresca do conto de Cinderela entre outras bizarrices divertidas. Nas histórias de terror, a violência mostrada ia muito além do que se via no cinema e na TV, naqueles tempos, mas nem se compara ao que vemos nos videogames e filmes de hoje.

Enquanto a primeira onda de super-heróis foi inspirada pela literatura “pulp”, esta nova geração de autores de quadrinhos dos anos 50 parece influenciada por fontes de qualidade literária superior, como Alan Poe e outros autores clássicos de terror, H. G. Wells e vários escritores de ficção científica que começavam a ficar famosos (Crônicas Marcianas, obra-prima da ficção científica escrita por Ray Bradbury, havia sido publicada em 1950).  

O traço de Ditko combina perfeitamente com as histórias bizarras e grotescas, certamente ele estava entre os melhores artistas da época. A Fantagraphics teve o bom senso de manter as cores originais, o que sem dúvida agradará aos admiradores do trabalho de Ditko e fans de quadrinhos antigos em geral.

Autor: Steve Ditko

Editora: Fantagraphics Books

Ano de Edição: 2009

240 páginas

Participe com sua opinião

Por favor preencha o comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

próxima publicação