em

Conheça o Esquadrão Suicida, próxima grande aposta da DC nos cinemas

Um dos principais projetos vindouros na agenda da DC/Warner é o filme do Esquadrão Suicida, que terá Will Smith à frente do elenco como o Pistoleiro e Jared Leto como o Coringa. Para melhor contextualização do que vem por aí nas telonas,  inclusive para melhor situar quem começou agora a acompanhar os quadrinhos, fizemos uma recapitulação do histórico da superequipe.

Brave_and_the_Bo

Esquadrão Suicida é uma HQ criada por Robert Kanigher, Ross Andru sobre uma equipe criada com desiderato de realizar missões impossíveis. Todos que aceitem o convite de trabalhar no Esquadrão Suicida, ou se alistaram por conta própria, sempre que forem requisitados, devem trabalhar a serviço do Governo dos EUA e da O.N.U.. O nome não foi dado à toa. Em todas missões, alguém pode morrer. Mas morrerá pelo seu país. O primeiro Esquadrão Suicida surgiu em The Brave and the Bold #25 (1959).

Era o nome informal de um pelotão formado durante a Segunda Guerra Mundial e fora fundado pelo Capitão Richard Rogers Flag, a enfermeira militar Karin Grace o astrônomo Dr. Hugh Evans e o físico Jess Bright em 1940. Os integrantes do grupo se engajaram por terem passado por experiências traumáticas. Flag viu seus companheiros de força aérea morrerem em ação; Grace não conseguiu salvar um soldado ferido em combate do afogamento; Bright e Evans escaparam de um catastrófico teste nuclear. Juntos, realizavam tarefas bizarras como enfrentar um monstro pré-histórico, por exemplo.

A primeira formação do Esquadrão: Karin Grace, Dr. Hugh Evans, Jess Bright e Rick Flag
A primeira formação do Esquadrão: Karin Grace, Dr. Hugh Evans, Jess Bright e Rick Flag

Em 1963 surgiu uma variação do esquadrão, que não tinha a Segunda Guerra como pano de fundo e sim a Guerra Fria, mas a base ainda era o âmbito militar, com um grupo de homens que enfrentavam ameaças surreais.

A formação que inaugurou a configuração do Esquadrão Suicida conhecida hoje, no chamado pós-Crise, foi apresentada em Legends #3 (1987). Só que ao contrário das formações anteriores, esta, apresentada na história de John Ostrander, Len Wein e desenhada por John Byrne, empregava os supervilões da DC Comics em suas missões. Também conhecido como Task Force X, este grupo ficou sob o comando de Amanda Waller (inicialmente com o visual matrona da imagem abaixo, e posteriormente ganhou uma plástica “black milf”), Rick Flag e do veterano de Segunda Guerra Mundial, General Frank Rock.

TaskForceX

Era uma equipe de anti- heróis, supervilões encarcerados ativos que agem para o governo dos Estados Unidos , realizando missões de black ops de alto risco em troca de penas de prisão comutadas. Este arco foi uma espécie de mistura do filme “Os Doze Condenados” com a série de TV “Missão Impossível”. O grupo operava a partir da Penitenciária Belle Revê. Era composta pelos seguintes personagens:

Tigre de Bronze

Bronze_Tiger

O Tigre de Bronze não possui nenhum super-poder, mas é excepcional em artes marciais. Muitos o consideram entre os top 10 em artes marciais do Universo DC, outros, até mesmo top 5. Chega se comparar com Batman em suas habilidades com luta.

Pistoleiro

Deadshot_0025

No Universo DC, o Pistoleiro é um assassino de aluguel, contratado pelos vilões para matar seus inimigos. Inicialmente surgiu em Gotham City como um vigilante, mas foi revelado que na verdade era um criminoso quando tentou assumir o lugar de Batman. Quando seu plano deu errado, ele tentou ser um chefão do crime. Tem uma enorme habilidade para lidar com armas de todos os tipos, sejam elas armas brancas (facas, espadas, canivetes) ou de fogo (revólver, espingarda, metralhadora e preferencialmente, sniper).

Capitão Bumerangue

boomerang

George “Digger” Harkness, filho ilegítimo de um soldado americano e uma mulher australiana, cresceu em extrema pobreza, mas desenvolveu um talento inato na confecção de bumerangues e aprendeu a usá-los brilhantemente como armas. Quando jovem, foi contratado como dublê e garoto propaganda de uma linha de bumerangues para uma indústria de brinquedos, que foi desconhecido para ele, apropriada por seu pai biológico. Ridicularizado, ele voltou-se ao crime. É o maior perito em uso de bumerangues do Universo DC. Sua perícia é tal que ele pode jogar bumerangues dentro dum banco e estes voltarem para ele com as bolsas de dinheiro fisgadas neles (mini-série Lendas (DC Comics)). Ele também é um razoável inventor, utilizando bumerangues com efeitos especiais, como magnetismo, artefatos explosivos e de refração luminosa.

Magia

250px-Enchantress

Enchantress é uma poderosa feiticeira. Ela parece possuir a habilidade de manipular energia mágica para qualquer número de efeitos, a partir de cura para o teletransporte, e pode afetar diretamente quaisquer objetos não vivos com sua magia. Ela também pode atravessar paredes.

Arrasa-Quarteirão

Blockbuster_Mark_Desm

Sua primeira aparição foi em Detective Comics #345. O primeiro a assumir a identidade foi Mark Desmond, um químico que almejava adquirir super força. Realizando experimentos em si mesmo, conseguiu de fato aumentar sua altura e força física, porém teve um aumento de agressividade como efeito colateral. Mentalmente debilitado, Mark passou a ser cuidado pelo seu irmão, Roland Desmond, criminoso local que futuramente viria a ser o segundo Arrasa-Quarteirão.

 


 

 

Para evitar que qualquer membro da equipe fugisse durante a missão, Amanda Waller mantinha os membros com braceletes com explosivos que detonariam caso fossem removidos ou o portador se afastasse demais de sua líder. O líder desse esquadrão era de novo Rick Flag Jr, que foi colocado à força por funcionários do governo. Amanda não queria Ben Turner para liderar a equipe. Muitas vezes, os membros não-vilões na equipe ou estavam prestando favores pelo governo ou precisavam da equipe para agenda própria, por exemplo, Sombra da Noite voltando à sua dimensão ou Vixen para caçar os traficantes de drogas que mataram seus amigos. Esta equipe também esteve muitas vezes em conflito com Batman que viu as ações do esquadrão como extremo oposto do que ele estava fazendo.

Waller02

Mais notavelmente Flag ficou muitas vezes em desacordo consigo próprio para apoiá-los contra Batman. Posteriormente, a Força-tarefa X passou a responder ao Departamento de Operações de Extranormais (D.E.O.) do governo americano que por ordem do Presidente Lex Luthor reativou o Esquadrão durante a Guerra de Imperiex para libertar a criatura conhecida como Apocalypse, para ser usada como uma arma de destruição de massa. Shrapnel, Plasmus e Mongul II tombaram, vítimas daquela campanha precipitada.

A última versão do Esquadrão era comandada pelo General do Exército Americano Frank Rock (o popular Sargento Rock), que se acreditava ter morrido durante a Guerra de Imperiex, e o seu segundo em comando, Bulldozer, um dos homens de confiança de Rock na Segunda Guerra Mundial, no pelotão “Companhia Moleza”. Uma lista rotativa extensa de supervilões já fez parte do esquadrão de Legends #3 até hoje. A lealdade dos membros é assegurada através da injeção de nanopartículas reguladoras. Em uma recente missão, o grupo fez jus ao seu nome quando o Rei Relógio e Graúdo entre vários outros morreram em ação.

suicide_squad.0.0

A força tarefa passou a ter como formação do reboot Novos 52 Capitão Bumerangue, Amanda Waller, Pistoleiro, Arlequina, Aranha Negra, El Diablo, Tubarão Rei, Iô-Iô e Iceberg.

Escrito por Sean Ryan com arte de Jeremy Roberts, O Novo Esquadrão Suicida (New Suicide Squad), lançado em julho de 2014, traz além de Amanda, Pistoleiro e Arlequina, Exterminador, Arraia Negra e a Filha do Coringa. Agora já se sabe que haverá uma nova formação composta por Parasita, Mão Negra, Hera Venenosa, Flash Reverso, Mulher-Leopardo e um Garra da Corte das Corujas. New Suicide Squad #9 sai em junho logo após o megaevento “Convergence”, que ocorrerá nas HQs da DC entre abril e maio.

O Novo Esquadrão Suicida
O Novo Esquadrão Suicida


Deixe sua opinião