em

Fábulas: Noites (e Dias) da Arábia

Nas últimas edições de Fábulas conhecemos a verdadeira identidade do Adversário, ou melhor, quem realmente é o Adversário de todos os mundos mágicos. A cada novo dia a guerra se torna mais eminente e os dois lados se preparam para o combate, e é sobre esta preparação para a guerra que acompanhamos no sétimo encadernado brasileiro de Fábulas.

Noites (e Dias) da Árabia

Como não poderia deixar de ser, o universo de Fábulas vai muito além dos Irmãos Grimm e demais contos europeus, e neste arco Bill Willingham explora uma aproximação com as lendas árabes, principalmente as compiladas em “O Livro das Mil e Uma Noites”. O Príncipe Charmoso prometeu mais do que poderia cumprir para os cidadãos da cidade das fábulas e em meio ao tumulto das cobranças vemos chegar um misterioso veículo que revela ser nada menos do que a comitiva de Simbad representando os mundos mágicos árabes em guerra com o Adversário. Príncipe, Bela e Fera se descobrem completamente despreparados para lidar também com esta situação sem Mogli por perto e trazem de volta Rei Cole como diplomata.

Mesmo com as diferenças fundamentais entre o pensamento ocidental e oriental, os dois lados desenvolvem uma negociação que não agrada todos envolvidos, trazendo a tona o perigo de um poderoso D’Jinn que pode destruir todo planeta. Frau Totenkinder pode ser a única a impedir e, com a ajuda do Sr. Norte, Branca e Rosa elaboram um plano.

No arco temos ainda o desenvolvimento do relacionamento de Chapeuzinho Vermelho, Papa Moscas e Azul (enviado para fazenda como punição pelo crime de roubo). Além da boa arte de Mark Buckingham, é interessante ver como Willingham trabalha seus personagens a longo prazo, algumas ações sem grandes importâncias ganham focos dezenas de edições depois.

A Balada de Rodney e June

Dando um tempo no lado das fábulas que habitam nosso mundo, o autor conta a interessante história de amor de Rodney, um soldado de madeira num posto avançado da guerra contra as fábulas árabes, e June, uma enfermeira também de madeira que passa a reparar seu ferimento.

Com arte de Jim Ferm e Jimmy Palmiotti, Bill Willingham apresenta a narrativa em forma de uma carta dos amantes para Gepeto que nos mostra um pouco mais do Império. Sem revelar qualquer detalhe, vale dizer que no final há um interessante plot twist que surpreende o leitor e liga os personagens a Cidade das Fábulas.

[xrr rating=3/5]

As capas por James Jean:

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Um comentário