em ,

Fantagraphics lança um vigilante mascarado a la bronze age

Crime Destroyer ou Destruidor do Crime, de Josh Barber, Ben Marra e Herb Trimpe, é mais um vigilante disfarçado, um super-herói sem superpoderes, que segue a linha do Batman de Batman de Frank Miller ou The Punisher/ O Justiceiro da Marvel.  Igual este último, também é um veterano do Vietnam, sua história começa quando um velho camarada de armas pede que ele resgate sua filha, presa de uma seita que opera em Optic City. O vigilante afroamericano prepara uma equipe e parte para resgatar a moça, entretanto o local é protegido por um super-humano de poderes quase divinos. A colisão entre eles é inevitável.

Fantagraphics lança um vigilante mascarado a la bronze age | Notícias | Revista Ambrosia

Baixei essa HQ, é o primeiro especial que a Fantagraphics publica dentro de sua linha All-Time Comics: um aspecto superheróico entre o retrô e o underground dos anos 1970, com a violência típica dos embates super-heroicos, toques de blaxploitation e um espírito que apesar de elementos clichês, combinados trazem um resultado bastante interessante.

Sem ser uma paródia, Crime Destroyer se afasta da tentativa de fazer os super-heróis realistas; segue o estilo da denominada bronze age, recriando aquela visão plástica da realidade com toques sociais. Dos motivos ilógicos e pueris do confronto entre Atlas e Crime Destroyer, passando por motivações políticas e sociais, como a questão dos negros, Crime Destroyer resulta em uma verosimilitude menos indigesta que outras coisas que estão saindo no mainstream.

Outro aspecto que vale lembrar é que os vilões, são abjetos e horripilantes, e a violência quase que caricaturesca abunda em cada página. Uma HQ que debuta entretendo e conta com as últimas páginas que o falecido Herb Trimpe firmou contrato. Sair por aqui, não sei, mas podem baixar na Amazon, vale a pena dar uma conferida.

Participe com sua opinião!