em

Mike Dringenberg, uma agradável surpresa na série Sandman

dringerberg-sandman-8

Mike Dringenberg nasceu nas França mas assim como muita gente da indústria de quadrinhos acabou naturalizado americano e vive hoje em Utah. Seu trabalho inicial foi junto as editoras alternativas como Eclipse e Vortex, destaque para “Adolescent Radioactive Blackbelt Hamsters” onde Dringenberg trabalhou como arte finalista de Sam Kieth, trabalho este que o tornou escolhido  de Kieth também como seu arte-finalista das primeiras edições de Sandman.

Sayat
Sayat por Drigenberg, lembra alguém não?

Algo que ficou faltando comentar no artigo sobre Sam Kieth foi que quando Kieth desistiu de Sandman o primeiro número ainda não havia sido publicado, o que aconteceu somente um mês depois e já com Mike Dringenberg oficializado como novo desenhista da série, tanto que foi Dringerberg que participou junto com Gaiman da primeira sessão de autógrafos da série.

A entrada de Dringerberg como desenhista na série revolucionou o tom cartunesco adotado até então por Kieth, pois Dringerberg aplicou um estilo visual mais realista junto do arte-finalista Malcolm Jones III nas onze edições da série que participou (“Prelúdios e Noturnos”, “Casa das Bonecas” e “Estação das Brumas”). Vale ressaltar aqui que Dringerberg acabou se tornando o criador do visual da Morte e de Desejo (saiba mais aqui) e de outros personagens, sendo assim imortalizado entre os criadores de Sandman.

Seu trabalho em Sandman é muito agradável e sem dúvida nenhuma influenciou Neil Gaiman na escolha dos ilustradores seguintes. Aliás é engraçado como Morpheus buscou ser desenhado por diversas mentes criativas, pois originalmente não havia planos de ter um desenhista para cada arco. Mike Dringenberg acabou saindo de Sandman pois não conseguia manter os prazos de publicação, tanto que seu último trabalho (“Estação das Brumas”) só foi possível graças ao intervalo proporcionado pelos contos de “Terra dos Sonhos”, que contaram com diferentes ilustradores e semearam em Neil o desejo de convidar outros artistas para a série.

dringeberg_firebirds_rising Mike Dringenberg - Baker - Dark Mondays

Após sair de Sandman, Dringerberg trabalhou com quadrinhos apenas na edição 42 de “Patrulha do Destino” junto de Grant Morrison, se tornando ilustrador do card game Magic: The Gathering, das obras de J.R.R. Tolkien, Kage Baker e de diversas capas de CDs de música.

alguém opinou!

Deixe sua opinião!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Ímpar

Publicado por Salvador Camino

ModeradorVerificadoPromotor(a)EscritorGamerRepórterMusicistaFotógrafo

Site americano faz Campeonato de Customs

Homem-Aranha IV começa ser rodado em 2010