em

Por trás de um grande herói, sempre existe uma heroína muito maior

dc_babes

Com a estréia da nova Superwoman em curso no arco de New Krypton que está atualmente passando pelas revistas Action Comics, Superman, e Supergirl; e para não mencionar a estréia de Lady Bullseye em Demolidor, este é o momento certo para se olhar os spin-offs dos quadrinhos. Mais que isso, é hora dar uma olhada em algumas das melhores versões femininas de super-heróis, embora não seja de conhecimento geral, mas as versões femininas precedem até mesmo a Mulher-Maravilha. Por isso preparei este especial indicando quais heroínas ganharam destaque em 2008 e quais vocês não poderão deixar de observar em 2009.

ladybullseyesuperwoman

Mas, embora exista benefícios legais, o verdadeiro legado aqui é o grande número de super-heroínas que foram criadas a partir dos mitos de seus antecessores. Entre os destaques estão:

hawkgirlMulher-Gavião: Você pode se surpreender ao descobrir que a Mulher Gavião antecedeu a Mulher Maravilha, certamente a mais famosa personagem feminina da Era de Ouro dos quadrinhos. Mulher Gavião abriu suas asas em All-Star Comics #5, que foi em junho de 1941, meses antes da estréia da Mulher Maravilha. Algumas fontes erroneamente listam sua primeira aparição em uma edição posterior do Flash, que até então era a casa para as histórias do Gavião Negro. A Mulher Gavião se tornou parceira do Gavião Negro, mas além disso, se tornou sua esposa e colega de equipe na Liga da Justiça e Sociedade da Justiça da América.

marymarvelsupergirlMary Marvel: A irmã do Capitão Marvel, Mary adquiriu seus poderes em Captain Marvel Adventures # 18 de dezembro de 1942. Assim como seu irmão, Mary diz “Shazam!” para se transformar em super-herói. O engraçado é que o anagrama Shazam foi alterado para Mary, de modo que cada letra da palavra representa uma deusa que ela deriva de seus poderes, em vez de um deus (com exceção de Zephyrus; a lista de deusas com z deve ser pequena).

Batwoman: A primeira Batwoman foi Kathy Kane, em seu uniforme vermelho e amarelo que carregava seus apetrechos em uma bolsa, ao invés de um cinto de utilidades. Se você adivinhou que essa foi a dos anos 50, você acertou e sua estréia foi na revista Detective Comics #233 a partir de 1956, para ser exato. Batwoman ainda tinha uma parceira, Bat-Girl, que antecedeu Barbara Gordon. A primeira Batwoman foi morta, porém, uma nova versão dela estreou em 2006 nas páginas da séire 52 da DC, essa nova Batwoman ainda tem uma história romântica com uma outra mulher, a Questão.

supergirlSupergirl: National Allied Publications, atual DC Comics, pensava com a idéia de uma super-mulher por vários anos antes de consagrarem a icônica loira. Lois Lane se tornou Superwoman brevemente em uma história em 1943, e Jimmy Olsen reuniu uma versão dos seus sonhos para uma Supergirl depois. No entanto, a versão familiar que todos nós conhecemos como Kara Zor-El, a prima do Superman chegou à Terra em 1959 na Action Comics # 252. Adotando a identidade secreta de Linda Lee, Supergirl ajudou Superman, e ingressou na Legião de Super-Heróis, encontrando seu fim em Crise nas Infinitas Terras em meados dos anos 80. Ela foi revivida diversas vezes, sua atual encarnação voltou a ser Kara Zor-El, a prima do Homem de Aço.

A Vespa: Embora ela tenha um nome próprio, Vespa recebeu seus poderes de  encolhimento e suas asas de seu amor e interesse, o Homem-Formiga, na revista Tales to Astonish #44 da Marvel Comics em 1963. O casal ingressou nos Vingadores juntos; depois do término do seu romance de maneira violenta nos anos 80, a Vespa ainda liderou a equipe durante um tempo. Porém a personagem encontrou seu fim na mega saga de 2008 da Marvel, Invasão secreta, porém, em uma inversão do que ocorre, seu ex querendo honrar sua memória, faz um novo traje e assume o nome Vespa como uma homenagem.

batgirlheaderBatgirl: A segunda versão da Batgirl teve um impacto muito maior na cultura pop. Barbara Gordon, filha do comissário Jim Gordon, fez a sua estréia em Detective Comics #359 a partir de 1966. Ela rapidamente entrou na terceira temporada da série televisiva Batman, sendo interpretada por Yvonne Craig. Nos anos 80, na graphic novel A Piada Mortal, Barbara fica paraplégica após receber um tiro do Coringa que a confinou a uma cadeira de rodas. Com sua carreira de heroína tendo acabado, Barbara dedica-se a computação assumindo o codinome Oráculo, ela serve como um grande centro de informações para Batman e a Liga da Justiça, liderando até mesmo sua própria equipe, as Aves de Rapina. Atualmente uma nova Batgirl, Cassandra Cain (que foi introduzida no final dos anos 90), contribui para manter Gotham segura.

Ms. Marvel: A primeira coisa que você precisa entender é que a DC e a Marvel têm os seus próprios Capitão Marvel. O da DC’ é Shazam, enquanto o da Marvel é um guerreiro alienígena da raça Kree. Capitão Marvel encontrou o amor na Coronel da Força Aérea Carol Danvers. Estreando na revista Capitão Marvel # 18, em 1969, a Ms. Marvel ganhou seu próprio título nos anos 70. Ela ingressou nos Vingadores, e após algumas alterações identidade e uma luta com o alcoolismo, voltou para a Marvel em destaque durante esta década. Ela tem sido a líder dos Poderosos Vingadores e atualmente tem seu próprio título.

shehulkMulher-Hulk: Co-criada pelo próprio Stan Lee, a prima do Incrível Hulk estreou em fevereiro de 1980. Embora ela fosse verde e forte como seu primo, “Shulkie“, como os fãs adoram chamá-la, manteve o seu intelecto. Na verdade, ela sempre preferiu ser grande, verde e bela.

Superwoman: Uma aliada do Superman a partir do futuro que apareceu brevemente na década de 70 e 80 em uma história do Superman, ela é a inspiração, em parte para a nova versão.

Mulher-Aranha: A Marvel lançou quatro Mulheres-Aranha, mas nenhuma foi tão popular como a primeira, Jessica Drew. Recentemente retornou após abdução alienígena e substituição. A Marvel também tem uma Garota-Aranha, a futura filha do Homem-Aranha e Mary Jane Watson.

spiderwomanAquagirl: Houveram quatro Aquagirls; duas só fizeram a primeira aparição cada uma. A terceira, foi um interesse romântico de Aqualad e aliada dos Novos Titãs, e veio a perecer na saga Crise nas Infinitas Terras nos anos 80. A atual Aquagirl, Lorena Marquez também tem atuado ao lado dos Titãs.

Ricardita: Mia Dearden é a segunda parceira do Arqueiro Verde a ostentar o nome Ricardito. O primeiro foi Roy Harper, que veio a se tornar membro da Liga da Justiça como Arqueiro Vermelho.

X-23: A “irmã” de Wolverine, foi criada a partir de seu material genético. Ela também tem garras, porém somente duas em cada uma das mãos e uma em cada pé.

A pergunta que persiste aqui é esta: as super-heroínas são mais bem sucedidas? Aquelas que ostentam o nome e o símbolo de um personagem masculino, ou aqueles que são criados como algo independente? É certeza de sucesso?

Em termos de edição, a Mulher-Maravilha como personagem é que tem a maior quantidade de impressões contínuas desde 1941. É por isso que ela é o ícone, a mais famosa super-heroína. É um recorde imbatível juntamente com um visual impressionante, patriótico e todo um enredo místico.

wonder-woman-by-alex-ross

Outra companheira da shortinho estrelado, é a famosa Canário Negro, apesar de ter menos edições solo. A personagem original apareceu pela primeira vez em 1947. A atual Canário Negro, filha da original, lidera a Liga da Justiça e co-estrela uma revista ao lado do seu marido o Arqueiro Verde.

Essas personagens podem reivindicar suas criações em separado. Ainda assim, Supergirl e Batgirl podem reivindicar uma consciência popular em um nível que a Canário não alcança. Esta é, possivelmente devido à sua associação com dois dos mais populares personagens em qualquer tipo de ficção. Claramente, a Mulher Maravilha é quem comanda o lugar proeminente em qualquer discussão de super-heroínas.

Por isso por mais que sejam homens de aço, gladiadores esmeraldas ou cavaleiros das trevas, nenhum deles sobreviveria se não fossem pelas super-heroínas.

8 opinaram!

Deixe sua opinião!
  1. Bacana VH.
    Superwoman é uma das protagonistas de Faces of Evil, Ou seja, éla é antagonista.
    Inclusive ela está envolvida num assassinato.

    Faltou a Zatanna, versão feminina do Mágico Zatarra. AMO aquela Homo Magi fêmea. MAZAHS! rs

  2. eu sou super fã da mulher gaviao espero que um dia façao um desenho animado so dela em thanagar gosto muito tambem da vixen é outra heroina que nao tem eu valor

    escrevao pra mim em [email protected] é meu msn me mandem connvites

Deixe sua opinião