em , ,

TopTop

“Salseirada” de Al Stefano traz referências ao Mestre Salu e folclore brasileiro

Obra é indicada a três troféus na Premiação HQMIX

Inspiração para uma geração de artistas, Manuel Salustiano Soares, o Mestre Salu (1945-2008), rabequeiro e fundador de um Maracatu, que ao longo de sua caminhada se tornou uma das maiores autoridades em cultura popular do Brasil. Muitos artistas beberam de sua fonte como Chico Science e sua Nação Zumbi, Antonio Nobre e Siba.

Mestre Salu deu relevância aos ritmos, danças e crenças de Pernambuco por mais de 40 anos e vários estudos o colocaram como representante do Patrimônio Vivo da Cultura, formador de um ativismo folkmidiático que lhe deu notoriedade e expressividade além de sua perda em 2008.

Entre as diversas obras sobre este personagem – uma mais recentemente, recebeu indicação ao Troféu HQMIX 2020, no caso a HQ, “Salseirada” (Zapata Edições), do quadrinista Al Stefano.

A HQ não recebeu só uma indicação, foram três a de melhor desenhista, arte-finalista nacional e novo talento, todos para o paulista Alberto de Stefano. Carreira que iniciou nos anos 1990, Stefano ilustra para  as maiores editoras do país, em áreas diversas, indo dos livros didáticos aos quadrinhos. E nesse gênero, segue no mercado independente como colaborador em várias publicações, lançando como autor As aventuras coloniais de Mineirão e Zé Bomfim (Sesi, 2016), Orixás – Ikú (2019) e Salseirada (2019).

A HQ foi um projeto selecionado para o 1º Edital de Publicação de Histórias em Quadrinhos da Secretaria de Cultura da Prefeitura de São Paulo e foi lançado no Butantã Gibicon e na Comic Con Experience (CCXP), do ano passado.

A edição publicada pela Zapata Edições, traz referências ao folclore brasileiro, do título aos nomes de personagens, do cenário a história. Al Stefano em sua pesquisa montou um roteiro, que seguiu a trajetória de Mestre Salu, com suas canções e família.

Assim apresenta a história do rabequeiro Salú quando este encontrou a “rabeca do tempo”, um instrumento mágico que controla o clima. Salu e sua irmã Zabé, junto com o amigo Mutum percorrem o sertão nordestino levando música e chuva para aliviar o sofrimento de pequenos lavradores assolados pela seca e pela fome.

Só que há um problema antigo, o instrumento mágico pertenceu a um coronel ganancioso, que usou para enriquecer e eliminar inimigos. Agora, sabendo da localização da rabeca, seu neto e um bando de jagunços tentarão recuperá-la a qualquer custo. Seres fantásticos, como a Caipora, o Pé de Garrafa, o Quibungo e o Lobisomem ajudarão a intervir e impedir que a rabeca volte para as mãos erradas…

Uma HQ que vale conferir, são 120 páginas de magia e esperança para temperar o que nós temos de melhor, como brasileiros. Para quem quiser comprar o link da editora.

 

 

Participe com sua opinião!

Ativista

Publicado por Cadorno Teles

VerificadoEscritorGamerColecionadorPromotor(a)NarutoGibizeiroRepórterSuper-fãs

Penny In Space invoca a magia da noite em novo single, “Night on Earth”

Afra lança clipe “Pra gente se entender”