em

Planos para as publicações da White Wolf no Brasil

Capa de Mage: The Awakening

A responsável pela linha editorial da White Wolf no Brasil, MC Zanini, resolveu solucionar as dúvidas dos fãs de storytelling e fez diversas previsões sobre as próximas publicações pela editora Devir:

Livros “básicos”

1. Reimpressão do Livro de regras do Mundo das Trevas: Estávamos planejando isso para o comecinho do ano que vem, mas esbarramos na crise global e na alta do dólar (o papel é importado). Ainda não sabemos como a coisa vai se desenrolar, e eu não queria apostar numa previsão que pode não se cumprir. Posso apenas prometer que darei notícias a respeito disso assim que tivermos uma posição mais segura.

2. Mago: o Despertar: Deve sair provavelmente em finais de abril, início de maio. O fator limitante é a classificação etária indicativa do Ministério da Justiça, que nos obriga a esperar até 30 dias úteis. Não fosse isso, o livro sairia no início de março.

3. Changeling: the Lost (sem título em português, por enquanto): Confirmado para 2009, mas provavelmente só para o segundo semestre.

4. Hunter: the Vigil (sem título em português, por enquanto): Não deve sair antes de 2010.

5. Promethean: the Created (sem título em português, por enquanto): Eu não gosto de descartar possibilidades, mas Promethean não parece ser uma aposta muito boa na atual conjuntura. De fato, trata-se de um jogo bem diferente do que temos visto no resto da linha, mas aparentemente não vendeu bem lá fora e, pelo que vimos, não está vendendo bem aqui. Infelizmente, o mar não está para peixe no mercado nacional de RPG e não estamos em condições de assumir grandes riscos (e eu acho uma pena que tenha de ser assim, pois Promethean parece-me um dos livros mais maduros da linha Storytelling). Mas, sei lá, as coisas mudam de uma hora para outra. Se o mercado de RPG voltar a se aquecer, quem sabe…

Suplementos

As pessoas têm me perguntado sobre Armory, Second Sight, Ghost Stories, Tales from the 13th Precinct, os livros de coalizão, clã e linhagem de Vampiro: o Réquiem e Hunting Grounds: the Rockies, de Lobisomem: os Destituídos. Isso para não mencionar os roteiros introdutórios…
Bem, há um limite de número de páginas que eu consigo “processar” por ano. Em geral, tento planejar o ano com um ou dois livros de mais ou menos 300 páginas, e mais dois livros com cerca de 140 páginas (às vezes 128, às vezes 136). Com Mago e Changeling saindo no ano que vem, acompanhados de seus respectivos roteiros introdutórios e escudos do Narrador, e contando já com A cidade dos Amaldiçoados: Nova Orleans, sobra-me aí só mais um “slot”. Que livro vai preencher esse “slot”? É essa a decisão que devo tomar nas próximas semanas.

Acredito que o primeiro ponto tocado pela tradutora é extremamente positivo, pois ilustra uma boa recepção do mercado nacional ao livro básico do wod, que já teve suas tiragens iniciais esgotadas. Vale dizer também que a nova edição deverá vir com as devidas correções das falhas que a primeira apresentou, ainda que seja importante lembrar que a mesma já tinha sido publicada com a errata americana (para quem tem a primeira tiragem original poderá notar a diferença em coisas como o preço dos pontos das línguas adicionais).

Mago: o Despertar irá sair em abril, ou seja, daqui a seis meses, algo a se considerar em vista de ser o maior livro da WW até hoje. Ainda sim, é uma pena pois falta um bom tempo para que ele chegue nas terras brasileiras. Como um dos meus livros preferidos, certamente vocês podem esperar em abril um mês inteiro com diversos artigos dedicados ao jogo, como resenhas e recursos diversos.

Promethean: the Created não foi mal de vendas nos EUA não, foi uma aposta arriscada que conseguiu se pagar de longe, dada a tiragem limitada que lhe foi imposta, tanto que quase todos os livros já se encontram esgotados na white wolf, mas talvez ele não seja viável comercialmente por aqui. Mas acredito que poderia ser pensada uma maneira de contornar o problema, como a venda em PDF (que quase não tem custos) ou mesmo a impressão sob demanda (não sei se temos prensas brasileiras que trabalham com isso, mas sei que a Lulu, a empresa que a white wolf usa, tem diversos livros brasileiros e faz um esquema de 80% de abatimento no preço do frete para o Brasil, que devo dizer quase nunca passa dos quatro reais). O fato é Promethean é certamente a linha mais madura e pesada do Storytelling e oferece muitas oportunidades de jogo. É uma pena que esse livro possa não ver a luz em terras brasileiras.

Como todos já devem saber os excelentes Changeling e Hunter certamente vão aportar por aqui, e até que não demoraram para aparecer (visto que Mage foi lançado em janeiro de 2005 e Changeling em Agosto de 2007). Ficamos aguardando mais notícias sobre os mesmos.

Ao que parece os fãs do velho WoD terão de se conformar, pois não me parece que a Devir irá seguir o plano inicial de publicar os livros restantes da linha antiga simultâneamente. Acredito que para o Brasil, a Gehenna nunca chegará.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

9 Comentários

  1. É isso ai. Estou tranqüilo em relação ao Mago, pois já tenho meu exemplar. O que eu gostaria de ver é suplemento para a linha básica que poderiam fazer sucesso entre os jogadores de outros “templates”, devido a própria natureza interconexa dos textos (como o Book of Spirits e o Second Sight).
    PS: Se Prometheam não vai sair, por que o mercado consumidor brasileiro de RPG não esta preparado para a proposta, sugiro uma guinada radical: traduzam e publiquem o Hunter e o Scion! Ou o Exalted (o público de animes iria adorar essa!hehehe)

  2. Hum, mage prometido para maio… acho que vou pedir de aniversário em julho, pois provavelmente é o mês que vai sair…
    É Álvaro, na verdade Exalted seria uma puta jogada boa da Devir que devia ter sido lançado a muuuuito tempo, visto que Otakos e mangázeiros (e jogadores iniciantes que estão procurando novos horizontes além do 3D&T) são um publico MUITO significativo no cenário nacional de RPG…
    Mas como eu nem curto mangá, não fico por aí dando idéias hehehe

  3. É realmente uma pena que Promethean não chegue tão cedo… Mas me surpreendi com a data de Changeling, já que a edição antiga demorou bastante pra chegar por aqui.
    Scion seria uma boa jogada [2]
    Mas já me acostumei a não esperar muito dessa Devil, quer dizer, Devir.