em ,

Stranger Things 3: crítica com spoilers!

Stranger Things voltou com tudo na Netflix e nessa temporada tivemos muitas confusões do barulho! Vem ver minha crítica!

Stranger Things?

Stranger Things é uma série de televisão americana de ficção científica e terror criada, escrita e dirigida pelos irmãos Matt e Ross Duffer. Os irmãos Duffer, Shawn Levy e Dan Cohen são os produtores executivos.

A série se passa na década de 1980, e é altamente tematizada pelos elementos culturais da época, com uma trilha sonora remetente aos marcantes sintetizadores da época e inúmeras referências a obras de Steven Spielberg, John Carpenter e Stephen King, considerados as grandes inspirações dos irmãos Duffer para a realização do projeto. Na trama da primeira temporada, um garoto desaparece misteriosamente na pequena cidade de Hawkins, Indiana, e faz seus amigos partirem por sua busca, que, no caminho, encontram uma estranha garota com poderes telecinéticos. A segunda temporada, intitulada Stranger Things 2, se passa um ano depois, e lida com as tentativas dos personagens de retornar à normalidade e as consequências acarretadas pelos acontecimentos da primeira temporada.

A primeira temporada foi disponibilizada pela Netflix em 15 de julho de 2016 e contém oito episódios, sob roteiro e direção dos irmãos Matt e Ross Duffer e produção de Shawn Levy. Recebeu críticas bastante positivas pela sua caracterização, ritmo, atmosfera, atuações, trilha sonora, direção, roteiro e homenagens a filmes do gênero da década de 1980. Em 31 de agosto de 2016, a Netflix renovou a série para uma segunda temporada de nove episódios, que foi lançada em 27 de outubro de 2017. Em dezembro de 2017, a Netflix anunciou uma terceira temporada de oito episódios, que começou a ser produzida em abril de 2018 e foi lançada em 4 de julho de 2019.

Stranger Things originalmente chamaria-se Montauk, e se passaria na cidade de mesmo nome, em Nova York, Estados Unidos. No entanto, acabou sendo filmada em Jackson, Geórgia, nos Estados Unidos.

Deixe sua opinião

Workshop de Produção Musical, com Matheus Maia (Hamen)

Banda Hamen realiza Workshop gratuito de Produção Musical

O Relógio do Juízo Final: será que presta?