em ,

A volta de Grey’s Anatomy

Cuidado! Este artigo pode conter spoilers!

Como superar um trauma? Como se recuperar depois de presenciar um massacre? Como seguir em frente tendo visto seus amigos morrerem? É assim, relembrando o massacre acontecido em Seattle Grace/Mercy West que a sétima temporada de Grey’s Anatomy nos é apresentada. Vários figurantes personagens foram mortos e alguns personagens principais, como Derek e Karev, foram baleados (para lembrar do episódio, clique aqui). Agora, semanas depois do incidente, os médicos do Seattle Grace tentam continuar suas vidas e seu trabalho no local onde a memória da morte e dor é ainda recente. Mas há alguns que afirmam que o trauma pode gerar mudanças boas e significativas. E para ajudar os cirurgiões foi chamado Dr. Perkins, o osiquiatra com o poder de decidir quem está apto ou não para retormar o trabalho em cirurgia.

No entanto, cada um esconde por trás de um comportamento a dor e o medo daquele que foi o pior dia de todos, como bem colocou Miranda. Derek se apega a impulsividade e larga o cargo de chefia e desafia os limites, literalmente, de velocidade, indo parar inúmeras vezes na cadeia. Alex volta com sua persona de durão e cafajeste que sobreviveu a um tiro. Little Grey, após um momento de surto, volta a ser controlada e com isso pode voltar a operar. Apenas duas pessoas não conseguem permissão para entrar na sala de cirurgia: Meredith e Cristina. Meredith guarda o segredo de ter ficado grávida e perdido o bebê. E Cristina se esconde por trás dos preparativos de seu casamento com Hunt, dizendo que quer apenas ser uma moça simples, pois essas não tem armas apontadas para sua cabeça. Por meio de flashbacks as lacunas vão sendo preenchidas e podemos relembrar o quê aconteceu no dia do massacre e outros acontecimentos importantes que levaram os personagens onde estão.

Deixe sua opinião

O Último Exorcismo e o terror “handcam”

Festival do Rio: Ilusões Óticas