em ,

YOU – Abusivo ou psicopata? Com spoilers

YOU (Você) é a nova série da Netflix e nesse vídeo, eu faço uma análise da personalidade do personagem do Joe. Abusivo ou Psicopata? vem ver!

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

30 Comentários

  1. Carol, adoro vc e teu canal.. assisti esse vídeo mesmo não tendo visto a série haha Então, gostei muito do vídeo e acho muito legal vc trazer esse assunto de relações abusivas e tal, mas realmente vc acabou falando algumas coisas equivocadas da parte psicológica da coisa.. Acho que seria bem interessante vc usar da tua expertise e se aprofundar um pouco nessas questões de estrutura narrativa da série, achei bem interessante esse recurso de mostrar as coisas sob a visão do protagonista e tal.. bjos

  2. Sem falar no relacionamento abusivo que mostrado com a mãe do garoto, acho que pra levar agente pensar que olha isso que é relacionamento abusivo, não o do protagonista, esse aqui bate na mulher, ele não gosta do entiado, então o protagonista não tá relacionamento abusivo pq ele não faz isso com ela (com a Beck) pelo contrário ele cuida dela e tá tudo bem ele matar a amiga dela pq ela era possessa, tudo bem ele mantar o ex dela pq ele só usava ela então ele morrem por um motivo.. é muito louco e amei a série

  3. Você definitivamente é a fada da internet! Eu senti muito a questão de gostar dele quando estava com ela. Ao fim da série a menina faz uma analogia dizendo que se apaixonou pelo barba azul e pelo príncipe encantado ao mesmo tempo, acredito que seja justamente isso. em um relacionamento abusivo você se envolve com o pior e o melhor da uma pessoa, é justamente a falta de equilíbrio, especialmente pq a vítima acredita ser a culpada

  4. Analise perfeita!! Achei tb essa serie MUITO importante por levantar o tema do relacionamento abusivo, mas confesso que tive medo que causasse um certo distanciamento da realidade, justamente por exigir repetidas vezes a "suspensao da discrenca", e principalmente por unir um stalker no psicopata. Acho que esse "distanciamento" da vida real pode confundir alguns telespectadores, no entendimento do stalker, e sobretudo no reconhecimeto de um stalker/relacionamento abusivo.
    Enfim, espero me enganar. Sua analise me deu esperança de que isso nao irà acontencer.

  5. Sobre a suspensão da descrença você se equivocou no lance da Janela, pois quando eu viajei por exemplo para Amsterdã eu notei justamente essa relação do povo com a janela, lá muitas casas são térreas e possuem janelas de vidro onde da rua é facilmente visível tudo o que esta acontecendo dentro da casa e o povo não se liga muito nisso não, eles lá não possuem o hábito da fofoco e do bisbilhotar, realmente ninguém fica metendo o carão para dentro da janela não e as pessoas de dentro de suas casas não se preocupam com quem está lá fora. Acho que isso é plausível e você não pode olhar pelo ponto de vista do brasileiro que se esconde atrás de muros e cortinas com medo de quem estiver olhando, mas esse medo vem do fato de que se a pessoa olha dos outros ela suspeita que olhem a vida dela e dessa forma aqui existe o hábito de bisbilhotar, de comentar a vida alheia e de tomar conta de tudo e de todos. Sua análise é falha em vários pontos, mas como você mesmo já disse, é a sua opinião eu sei, mas isso não quer dizer que as pessoas tenham que aceitar a sua opinião, na minha opinião, acho 100% plausível que lá alguém com o perfil do personagem da séria, consiga sim, ficar espreitando uma pessoa sem que ela tenha ideia de que isso possa estar acontecendo, pois ela não possui a preocupação de que alguém esta tomando conta da vida dela.

  6. Bom , Carol Moreira , sei que vc não vai ler minha opinião , mas vamos lá . Nessa série eu achei que não só o Joe era um psicopata , mas todas as pessoas o eram , à sua maneira . Aquele primeiro namorado da Beck era um manipulador que tratava a menina como objeto , a melhor amiga era outra manipuladora que tratava a Beck como posse e a própria Beck ,devido ao próprio histórico familiar , achava que não era possível um homem amá-la de fato e com isso dava abertura a todas as pessoas abusivas em sua vida . Vamos fazer então um exercício de imaginação , ok ? Imagine então se todas as pessoas na vida da Beck fossem "normais" e o Joe não tivesse assassinado ninguém , será que ele seria um cara abusivo ? Até porque ele não pressionava a Beck , não a infernizava , não a enconstava na parede ,e DETALHE , quando ele e a Beck finalmente estiveram bem , ele mesmo quebrou o telefone dela que ele utilizava para monitorá-la e parou com isso , mas a partir daí o que aconteceu ? A Beck subitamente perdeu o interesse por ele e terminou sem mais nem menos , e o que aconteceu ? Ele infernizou a vida dela ? Pelo contrário ! Encontrou aquela moreninha , começou a namorar com ela enquanto a Beck foi dar para o psicólogo confessando , inclusive , numa cena muito interessante no momento da sessão que "quando mais o Joe a queria , mais ela o desprezava ". E aí , uma certa noite numa certa feira de NOVA yORK , enquanto o Joe passeava com sua nova namorada ,ela reencontra o cara feliz e percebeu que ela jpa estava sendo esquecida , e o que a nossa querida Beck faz ? Se vc já ouviu a música Olhos nos Olhos , de Chico Buarque deve perceber uma certa semelhança . E a partir daí , deu no que deu . Enfim , o Joe era um psicopata ? Digo que sim por causa dos assassinatos . Fora isso , as outras pessoas , inclusive a Beck , eram bem mais doentes que ele . É isso . Forte abraço e parabéns pelo canal .