em

“Elles: Mulheres Artistas” relembra a relevância da mulher na arte

Com 120 obras emblemáticas de 65 artistas diferentes, todas mulheres, a exposição “Elles – Mulheres Artistas na Coleção do Centre Georges Pompidou” busca chamar atenção para a herança feminina que temos nas artes visuais, mesmo historicamente as mulheres terem ocupado o segundo plano graças ao patriarcado de nossa sociedade.

Retomando espaço a partir do século XIX, após incontáveis milênios sob égide do sol, as primeiras artistas realmente conhecidas só despontaram no século seguinte – a obra mais antiga da exposição data de 1907. Entre os detaques estão Frida Kahlo, Louise Bourgeois, as contemporâneas Valie Export, Nan Goldin e Sophie Calle e as brasileiras Lygia Pape, Anna Maria Maiolino e Anna Bella Geiger.

Elles-–-Mulheres-Artistas-na-Colecao-do-Centre-Georges-Pompindou-Frida-Kahlo

Outro destaque é “A grande odalisca” do coletivo de ativistas Guerrilla Girl, que substituiu a cabeça de uma garota por uma de um gorila no cartaz de Jean-Auguste Dominique Ingres, chamando atenção para o machismo no universo da artes: “As mulheres precisam estar nuas para entrar no Metropolitan Museum? Menos de 3% dos artistas nas seções de arte moderna são mulheres, mas 83% dos nus são femininos”.

guerrilla-poster

A mostra está cartaz no CCBB do Rio de Janeiro até 17 de julho e conta com curadoria assinada pelas francesas Emma Lavigne e Cécile Debray, e produção da brasileira Ana Helena Curti. Só faltaram os debates e palestras que acompanharam a exposição original em Paris, um furo do CCBB.

Elles: Mulheres Artistas na Coleção do Centro Geoges Pompidou
CCBB RJ – Rua 1º de Março, 66. Centro.
Até 14/07. De Terça a Dom., das 9h às 21h. Grátis.

Participe com sua opinião!

Ímpar

Publicado por Salvador Camino

ModeradorVerificadoPromotor(a)EscritorGamerRepórterMusicistaFotógrafo

South Park: The Stick of Truth ganha trailer!

Multiverso ComicCON 2013 anuncia programação oficial