em

O Preto e Branco de Flávio Damm

“Fotografar em preto e branco, pra mim, é juntar o prazer ao desafio: o “momento” decisivo na tentativa da composição perfeita”.

Mergulhar no universo da exposição “Passageiro do Preto & Branco” é descobrir mais de 60 anos de trabalho do fotojornalista Flávio Damm e se encantar com seu olhar atento que capta cenas inusitadas por onde passa.

  Flavio Damm - Colagem

O fotógrafo gaúcho se apaixonou pela fotografia ainda menino, aos 11 anos quando viu no jornal que seu pai lia, as fotos da Segunda Guerra. Naquele dia decidiu: “quero ser isto, o de ver para mostrar para quem não viu”. Quem confere as 80 fotografias expostas na Caixa Cultural do Rio de Janeiro comprova que o menino aprendeu muito bem a mostrar o que viu pelo mundo. Aos 14 anos, ele fez sua primeira fotografia, e desde então não parou mais.

5d39-flavio4

Damm trabalhou para as revistas do Globo e Cruzeiro, e ao todo fez 74 viagens profissionalmente ao exterior, expôs na Europa, Estados Unidos e países da América do Sul.  É conhecido por só operar com luz ambiente em formato 35mm, nunca utilizar equipamento digital e jamais fotografar em cores, como Cartier Bresson, seu ídolo assumido.

Na mostra que fica até 27 de janeiro na Galeria 2 da  Caixa Cultural, o público poderá conhecer e se aprofundar na obra de Flavio Damm. A exposição tem curadoria  e direção de arte do design Felipe Taborda.

 Flávio Damm

 

Serviço

  • Flávio Damm – Passageiro do Preto & Branco
  • Caixa Cultural – Rio de Janeiro
  • De Terça a Domingo, das 10h às 21h
  • Galeria 2 – Avenida Almirante Barroso, 25 – Centro
  • (Estação Carioca do Metrô)
  • Entrada Franca
  • www.caixa.gov.br/caixacultural
  • Informações: 21 3980 3815

Participe com sua opinião!

Iniciante

Publicado por Márcia Madela

“O Hobbit” diverte, impressiona e emociona, mas também cansa

A Viagem – Uma compilação de 6 tramas que funciona