em ,

EitaEita

Cowboy Beebop da Netflix é divertido, mas fica longe do original

Cowboy Beebop, um dos animes mais aclamados de todos os tempos ganhou uma série live-action pela Netflix em dez episódios, porém logo de os fãs da produção original que esperavam algo espetacular vão sentir um grande baque, pois a série lembra mais produções clássicas da metade do século XX, como Besouro Verde e o clássico Batman, que o sci-fi noir que inspirou a produção.

A boa notícia é o elenco, liderado pelos atores John Cho, Mustafa Shakir, Daniella Pineda, Elena Satine e Alex Hassell. Um tanto caricatos, mas cativantes, cumprem sua função na série e conseguem entreter o expectador pelos dez episódios da primeira temporada. Caso a série se propusesse a focar inteiramente no público infantil, o resultado teria sido mais animador, porém a produção não conseguiu se desvincular do material original e acabou não agradando gregos nem troianos. Talvez a Netflix deveria ter escutado mais Shinichiro Watanabe, criador do anime que consta como consultor, mas que revelou em entrevistas que não teve nenhum poder de decisão na produção.

Outro ponto positivo é a trilha sonora, que como o nome bem diz bebe na fonte do beebop, um subgênero do jazz criado na década de 1940 pelos geniais Charlie Parker e Dizzy Gillespie, que capturaram a essência daquela era num ritmo pulsante que influência a música até hoje. Parabéns para Yoko Kanno, responsável pela trilha sonora que é realmente espetacular – confira uma prévia abaixo, mostrando a compositora e os bastidores da produção da trilha de Cowboy Beebop.

Já pelo lado negativo temos principalmente o ‘visual barato’ da série, que por se passar num futuro intergalático merecia uma super-produção de efeitos especiais, porém parece que a Netflix resolveu economizar neste sentido. O resultado são diversos episódios cujas tramas não convencem e acabam por desacreditar o resto da narrativa. Outro ponto negativo é a direção de fotografia, que buscou beber na fonte original mas acaba perdida em escolhas ruins que chegam a causar espanto, como tomadas com cores e efeitos de quinta categoria.

Cowboy Beebop da Netflix vale pelo entretenimento? Talvez, porém assista sem expectativas e com grandes ressalvas. Quem sabe numa próxima oportunidade.

Cowboy Beebop da Netflix é divertido, mas fica longe do original
2.5 / 5 Crítico
Avaliação

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *