em ,

A Força de "Escobar – A Traição" está nos seus protagonistas

Desde o advento da série Narcos (Netflix, 2015), o mercado do audiovisual vem ganhando diversas obras sobre a história de Pablo Escobar. Neste Escobar – A Traição, temos a visão da jornalista Virgínia Vallejo (Penélope Cruz) que foi amante durante quase todo o período de ascensão e queda de Escobar (Javier Bardem), e cujo o livro de memórias dela foi usado como base do roteiro do filme. Devido a esse aspecto, era de se achar que Virginia fosse a protagonista da história, mas a força do personagem (e do ator) Pablo Escobar é mais forte, que ele acaba predominando na história.
O filme sobre um pouco no seu enredo, que conta uma história de um longo período. com diversas tramas e personagens que acabam sendo extremamente reduzidos devido ao tempo da película, e para quem vai ver a história sem ter noção dos momentos-chaves, ou não acompanhou a série, pode ficar um pouco perdido. Como exemplo fica a questão do atentado ao avião, que na película não fala que o próprio Presidente da Colômbia estaria naquele avião e foi salvo no último instante de embarcar.

A Força de "Escobar - A Traição" está nos seus protagonistas | Críticas | Revista Ambrosia

A grande força do filme está nas atuações de Bardem e Cruz. A composição do seu Escobar impressiona, como ele sai dos momentos de fala tranquila e dócil e vai para os momentos de ferocidade e o olhar de sede de sangue. Além disso, a caracterização, junto com a maquiagem é louvável, conseguimos ver na tela a barriga preponderante do personagem, além do trabalho da mudança da papada dele ao longo que os anos se passam no filme.
Cruz traz a fascinação de Virginia, uma mulher já rica e estabelecia na sociedade colombiana, sobre esse homem, que a faz mudar sua cabeça e o quanto ela fica submetida a ele, onde mesmo quando ela passa por momentos de penúria, ela não a consegue trair seu amado, sendo a atriz nos passa sempre esse sentimento através de seus olhares, sejam eles de amor a Escobar, ou mesmo fechando seus olhos sobre as coisas que ele faz na sua frente.

A Força de "Escobar - A Traição" está nos seus protagonistas | Críticas | Revista Ambrosia

Título: Escobar – A traição (Loving Pablo)
Ano: 2017
Dirigido por: Fernando León de Aranoa
Duração: 123 minutos
Classificação: Biografia Drama Policial
Países de Origem: Espanha

Participe com sua opinião!