em ,

Falando de Cinema: O Processo, um documentário de Maria Augusta Ramos

O Processo é um documentário que mostra o processo “de impeachment” da ex-presidente Dilma, que não por acaso é homônimo ao título de um dos livros mais conhecidos do escritor tcheco, Kafka. Ambos falam sobre processos rocambolescos, emperrados, que fazem parte de um sistema cujas regras se adaptam à vontade de quem está com o poder de decisão e no qual o réu tem seu destino pré decidido, desde a noite em que os deputados votaram por suas famílias, mostrando o quão bons atores são (em dezembro de 2015) até o dia em que Dilma é retirada oficialmente do cargo (em agosto de 2016).
Assim como outros documentários cujo tema é algum momento político decisivo, este também é adepto ao estilo conhecido como cinema direto, um cinema do real que, tem como intenção retratar eventos de maneira fidedigna, se mantendo o mais distanciado possível de qualquer imposição de sentido, deixando assim, o espectador livre para tirar suas próprias conclusões.
A equipe da diretora teve acesso aos bastidores e aos personagens principais desta trama, acompanhando as sessões oficiais, os momentos de espera, as reuniões e discussões da cúpula de defesa, etc. Tudo isso, lá mesmo, no planalto.
Sendo de direita ou de esquerda, todos os brasileiros devem assistir a este documentário, retrato de um capítulo recente e trágico de nossa história, para poderem fazer uma avaliação dos próximos passos, que passarão pelas próximos eleições presidenciais este ano.

Participe com sua opinião!