em

Melancolia, de Lars Von Trier

Novo filme do diretor Lars Von Trier, Melancolia mostra de maneira peculiar diferentes maneiras de encarar o fim do mundo. O longa, estrelado por Kirsten Dunst (Homem Aranha), conta ainda com Kiefer Sutherland (24 Horas), Charlotte Gainsbourg (O Anticristo) e Alexander Skarsgaard (True Blood).

O início inusitado com cenas poéticas, embaladas ao som de música clássica, podem parecer um pouco confusas, mas ao desenrolar da história se encaixam perfeitamente. O drama, contado em duas partes, é gravado com câmera na mão, causando certa agonia em alguns momentos, tamanha a instabilidade.

A primeira parte chamada “Justine” mostra o casamento da protagonista, interpretada por Kirsten Dunst. Uma festa luxuosa organizada pela irmã e bancada pelo cunhado no castelo do casal, onde todos faziam questão de cobrar da moça um estado de felicidade constante.

No segundo ato, intitulado “Claire”, a história é contada sob outro ponto de vista. Justine, que durante seu casamento se mostrava confusa e em dúvida com relação às suas escolhas, mostra-se mais forte do que Claire, quando descobrem que o planeta Melancolia está prestes a se chocar com a Terra, o que irá resultar no fim do mundo. Já Claire, que se mostrava mais forte e equilibrada, passa a um estado de fragilidade e descontrole.

Melancolia causou burburinho em Cannes, mais pelas declarações de Von Trier do que pela obra em si, quando o diretor afirmou que entendia Hitler. Mas, comentários à parte, vale a pena conferir a produção. É um filme um tanto perturbador. No entanto, não será de fácil agrado a todos.

Participe com sua opinião!