em

O Preço da Traição – Sedução e Intriga

Nem sempre descobrir a verdade pode ser uma coisa boa. Neste thriller do diretor Atom Egoyan, Julianne Moore é Catherine, uma médica bem sucedida, casada com David (Liam Neeson), um renomado professor. Os dois tem um filho talentoso prestes a se formar, e uma casa perfeita. Tudo parece muito bem, exceto pelo casamento deles que está afundando cada vez mais.

Eles mal se vêem, conversam ou mesmo passam tempo juntos. Catherine prepara uma linda festa surpresa para seu marido, mas ele liga de última hora e diz que perdeu o vôo e não vai chegar a tempo. Ela fica extremamente chateada. Na manhã seguinte, ele está lá como se nada tivesse acontecido. Eles trocam algumas palavras, começam uma conversa, mas permanecem distantes. Catherine, ao se dirigir a porta, ouve o celular dele tocar e por pura curiosidade pega o aparelho. Era uma mensagem com uma foto de uma das alunas de David agradecendo a noite que eles tiveram. Catherine se desespera. Será que era verdade que depois de tantos anos ele a estava traindo?

Para tentar amenizar sua falta na festa, David a leva para jantar. Após assistir seu marido flertando com a garçonete, Catherine vai ao banheiro. Lá ela tenta se acalmar, então ouve uma pessoa chorando na cabine ao lado. A moça é muito bonita e Catherine lembra de já tê-la visto da janela de seu escritório acompanhada de diferentes homens.

Confusa e sem saber direito o que pensar, Catherine decide ir atrás da moça num hotel. O encontro das duas é bem estranho, e Catherine tem um pedido a fazer: quer que Chloe (Amanda Seyfried) seduza seu marido e descubra se ele é capaz de ser infiel. A moça estranha o pedido, mas aceita, e elas marcam um próximo encontro.

Catherine vai de mal a pior. Ela está distante, pensativa e visivelmente abalada com sua própria atitude. No encontro seguinte, Chloe narra com riqueza de detalhes o que aconteceu entre ela e David. Catherine fica nauseada, mas pede que ela continue se encontrando com seu marido e lhe reportando tudo depois. Ela perdeu completamente o controle da situação, e não sabe mais se quer seguir adiante com essa história.

Por outro lado, Chloe começa a se aproximar mais, sedutora, carinhosa e perigosamente ameaçadora. Catherine não quer mais saber dela indo atrás do seu marido e pede que cancele tudo. Chegou a hora de enfrentar seus medos. Mas será que ela vai gostar do que vai descobrir?

O Preço da Traição (Chloe, no original) é um filme parado que tem como bom alicerce apenas a atuação de seu elenco. Com um bom roteiro, mas nem tão boa direção, o filme se perde em seu propósito, não sabendo conduzir a história até o final muito previsível. A cena de sexo entre as personagens de  Amanda Seyfried e Julianne Moore serve apenas para tentar prender o espectador ao filme, porque não acho que ela faça muito sentido. Lamentável que atores do porte de Liam Neeson se contentem com um papel secundário. Ultimamente eu tenho visto muitos filmes com a Amanda Seyfried, estaria ela se tornando queridinha em Hollywood?

O filme é uma versão estranha de Atração Fatal, mas falta o clima tenso e Glenn Close. O Preço da Traição estréia sexta-feira, 14/05, nos cinemas.

Melissa.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Um comentário