em ,

Bitscópio: Zombies ate my Neighbors

Apocalipse Zumbi! Destruição e desordem espalhados pelo mundo e você é a única esperança… da sua vizinhança. Com essa premissa cômica, começa Zombies ate my Neighbors. Desenvolvido e produzido pela LucasArts e distribuido pela Konami, o jogo é uma homenagem na forma de jogo de tiro com visão de cima, no melhor estilo CONTRA, por todo tipo de clichê dos filmes de horror feitos entre a década de 50 e 80.

Ao iniciar, um ou dois jogadores em modo cooperativo escolhem entre os jovens Zeke e Julie, que devem atravessar estágios repletos de zumbis e outros monstros e vilões de filme de horror e ir salvando seus vizinhos antes que os inimigos os matem.

Ou seja, deve-se ser rápido para chegar aos seus vizinhos antes que eles morram e muitos deles ficam em locais isolados nos mapas, dificultando ainda mais as possibilidades de salvação dos mesmos.

Escolha sua arma

Filmes de horror normalmente comportam certas armas padrões a serem usadas contra seus adversários. Aqui em questão, temos uma série de armamentos não convencionais que podem ser usados contra nossos admiráveis adversários horrorosos.

A sua arma padrão é a pistola de água, carregada com água benta, pronta para fazer os mortos-vivos queimarem com sua benção divina. Como estamos em uma vizinhança, cortadores de grama e latas de refrigerante também são armas.

Ao invadir a casa de seus vizinhos, pratos, tomates, pirulitos e talheres de prata podem ser adquiridos. Cada um destes tem um adversário contra o qual eles tem maior facilidade de destruição. Talheres de prata são morte certa para Lobisomens por exemplo, apenas um destes arremessados contra eles e a morte vem para os bichos.

Ainda, conseguida com alguns dos alienígenas encontrados no jogo, a arma de bolhas alienígena prende uma parte dos adversários, assim como destrói outras. Por fim, os favoritos dos estrategistas, o extintor de incêndio, que congela os adversários e o lança-chamas, uma moderna, perfeita para queimar seus inimigos, que é muito difícil de se encontrar, mas que compensa e muito no final. Falando em alienígena, sendo um jogo da LucasArts, um dos inimigos que pode ser encontrado durante o jogo é um certo Tentáculo, de um outro jogo da empresa.

Ainda, o lança-mísseis é de uma sutileza sobrenatural. Explodir zumbis e monstros é uma coisa, portas trancadas podem ser derrubadas sem necessidade de chaves (sim, alguém descobriu que nem sempre é necessário se usar uma chave para abrir uma porta que pode ser explodida).

Quanto aos ítens sobrenaturais, a Relíquia antiga, encontrada nas pirâmides e nos castelos protege seu portador enquanto destrói os inimigos e a Caixa de Pandora, que não é uma arma em si, faz o mesmo serviço e causa o mesmo estrago.

Só a variedade de armas, que não tem munição infinita, já basta para aumentar a diversão e criar algumas situações tensas em que a troca de arma ou ficar sem munição simplesmente podem decretar sua morte, ou um grande dano até conseguir matar um inimigo mais poderoso.

Os Inimigos

Vampiros, Lobisomens, Marcianos, Tentáculos, Gosmas, Maníacos da Serra Elétrica, Formigas Assassinas e Bebês Gigantes e uma renca de zumbis, é claro. Se existe um monstro ou uma homenagem aos filmes clássicos de horror, ele está nesse jogo. Cada um tem uma fraqueza específica e como estamos falando de um jogo com ritmo rápido, a rapidez de raciocínio é essencial para a vitória, especialmente quando acaba aquela munição específica para matar mais fácil algum inimigo.

O chefe final, estando bem estocado de munição, e com o secretíssimo Lança Chamas, fica fácil, mas chegar despreparado contra essa Aranha Gigante que vira uma cabeça gigante do mal é quase suicídio. Abaixo está o vídeo mostrando como se zera fácil esse jogo usando o Lança Chamas e a Caixa de Pandora. Após, vejam os créditos muito originais que foram criados pela equipe.

[youtube]http://www.youtube.com/watch?v=KLJXeiehLHE[/youtube]

Uma das grandes diversões com certeza era chamar um amigo, ligar dois controles e jogar no modo cooperativo, cada um cuidando de uma parte da fase para poder fazer mais rápido e tentar salvar todos os vizinhos, sem contar nas lutas contra os chefes que sempre davam um bom trabalho caso não se percebesse qual era o padrão que ele seguia ou a arma certa para se usar contra eles.

Por fim, Zombies ate my Neighbors saiu para o Nintendo Wii em outubro de 2009 e vale muito a pena pelo ar retrô e pela diversão garantida, altamente recomendável para os donos do console, especialmente para se chamar um amigo e perder uma tarde jogando todas as 48 fases mais as 7 fases secretas destraváveis.

3 opinaram!

Deixe sua opinião!
  1. Esse jogo é sensacional! Perdi muitas horas da minha vida no multiplayer com o meu irmão! Tem um senso de humor fantástico… =D

    Não sabia que havia saído pro Virtual Console! Ei de comprar o mais rápido possível! Belo artigo, Dib! Ótima escolha! ;D

Deixe sua opinião