em

E3 2011: Resumo da Conferência da Nintendo

A Nintendo ganhou um dia só para ela, apresentando em último lugar como um fechamento das Conferências das três gigantes dos games. Também não poderia ser para menos, se existia uma empresa que prometia muito este ano era a casa do Mario. Primeiramente existiam dezenas de jogos para o recém-lançado 3DS que precisavam aparecer, e é claro, havia também a promessa da revelação do primeiro console de uma nova geração de games.

A Conferência foi aberta de forma épica, com uma orquestra tocando grandes clássicos de Zelda munidos com um belíssimo clipe sobre a saga no telão, que terminavam com excitantes imagens do mais novo título Skyward Sword. Logo depois disso Miyamoto subiu ao palco para falar um pouco da comemoração dos 25 anos de Zelda. Primeiramente todos os consoles ativos da Nintendo ganhariam um jogo da franquia neste ano, começando por Link’s Awakening na semana que vem para o Nintendo DS. O até hoje considerado “maior jogo de todos os tempos”, The Legend of Zelda: Ocarina of Time, chegará nas mãos do público na próxima semana, completamente remasterizado para o 3DS. Para o mesmo console, será lançado The Legend of Zelda: Four Swords totalmente de graça. E no fim do ano, teremos o grande lançamento para Wii: Skyward Sword.

Ainda sobre Zelda, vários shows com orquestras tocando as músicas temas da saga serão realizados ao redor do mundo este ano. E no âmbito musical também haverá o lançamento de dois CDs com temas orquestrados. O novo Skyward Sword também virá com um belo wiimote de design inspirado no jogo. Miyamoto também prometeu mais algumas surpresas sobre a saga para o resto do ano. E fechou este momento convidando alguns dos principais criadores e artistas por trás das aventuras de Link, para subir ao palco e agradecer ao público.

E finalmente o atrasado e esperado line up de games para o 3DS apareceu. Foram demonstrados muitos trailers de excelentes jogos para o portátil: Mario Kart 3DS, Starwing, Super Mario 3DS, Starfox 64 3DS, Kid Icarus Uprising, Luigi’s Mansion 2, Animal Crossing 3Ds e Paper Mario 3Ds. Todos estes desenvolvidos pela própria Nintendo com vídeos brilhantes.

E o Nintendo 3DS continou a engordar sua biblioteca de jogos quando começaram a anunciar os jogos das outras empresas para ele. Primeiramente o mais legal, direto da Capcom, Resident Evil: Revelations e Resident Evil: Mercenaries, Tekken 3D, Metal Gear Solid Snake Eater 3D, Mario and Sonic at the 2012 Olympic Games, Ace Combat 3D, Tetris, Cave Story 3D, Driver Renegade, Pac-man & Galaga dimensions.

Também foi anunciado que jogos para download e varejo receberão uma ampla cobertura de demons e trailers na Estore (loja do 3DS), bem como outras informações sobre este serviço.

A metade final da conferência foi toda dedicada ao Wii U, o novo console da Nintendo. Para fins elucidativos, incluiremos neste artigo algumas das novas informações que vieram a tona após o fim da apresentação.Vamos ver com mais detalhes as suas especificidades.

O CPU produzido pela AMD promete ser bem avançado (mas o número certo ainda não foi revelado), supostamente mais poderoso do que a geração atual de consoles consegue oferecer, mas isso era o mínimo tendo em vista que o PS3 (o mais avançado desta última geração) foi lançado em 2007. A geração atual de consoles parece que vai durar alguns anos ainda… Halo 4, por exemplo, foi prometido para o Xbox 360 no final de 2012. E se de fato a Nintendo conseguir passar dois ou três anos com a mais poderosa máquina do mercado, ela certamente será bem sucedida.

O Wii U lerá diversos formatos de memória digital e seus jogos deverão vir em discos produzidos pela Nintendo bem similares ao Bluray, com capacidade de 25 gigas. Devo dizer que vejo isto como um erro da Nintendo, a empresa tem essa mania arcaica de deter o total controle da mídia que utiliza (não deu tão certo para o Nintendo 64 ou para o Game Cube). Dito isso, tomara que o Wii U consiga ler Blurays, mesmo que seja apenas para assistir a filmes, isso pode servir como um atributo importante na hora de se decidir ou não comprar o aparelho.

Ao que tudo indica a Nintendo irá finalmente empregar um sistema decente de interação online, nada mais de friend codes, mais similar a  Xbox Live e a PSN. A torcida é que o mesmo seja feito com o 3DS ao longo do tempo. Não houve nenhuma resposta ainda sobre a inclusão de um sistema de troféus ou achievments, mas seria muito ruim para a Nintendo se ele não seguissem esse caminho.

O mais importante e impactante: o controle. Muito semelhante a um tablet (ainda que existam hand grips de consoles mais tradicionais na parte traseira dele, inclusive com os botões de gatilho direito e esquerdo), o joystick do Wii U virá com uma grande tela com capacidade de toque, duas camêras, todos os botões de consoles “tradicionais”, áudio e microfones próprios, detector de movimentos e outras maravilhas.

Por fim, o Wii U mostrou ter conquistado diversos selos de games, e deverá contar com uma rica biblioteca, incluindo todos os jogos multi-plataforma atuais. E claro, ele terá os próprios games da Nintendo em alta definição. O pequeno vídeo mostrando um Zelda em HD foi completamente surreal, e ele sozinho já seria capaz de levar o console adiante. Muitas coisas ainda precisam ser ditas sobre o Wii U, mas certamente até o final desse ano a maior parte deste mistério já terá sido resolvido. Por enquanto, permanece uma boa impressão de que ele é realmente tudo isso apresentado.

A conferência da Nintendo foi deslumbrante, sem dúvida nenhuma a que mais causou impacto no público da feira. E você? O que achou do Wii U?

 

 

alguém opinou!

Deixe sua opinião!

Participe com sua opinião!