Resenha: ModNation Racers –
em

Resenha: ModNation Racers

Resenha: ModNation Racers –
Plataforma: Playstation 3
Gênero: Corrida
Selo: Sony Computer Entertainment
Desenvolvedora: United Front Games
Lançamento: 25 de Maio de 2010

ModNation Racers é o mais recente jogo a se aventurar na famosa fórmula de corrida de Kart inaugurada pela Nintendo em 1991 com seu Mario Kart. A grande diferença deste exemplar para os outros milhares de imitadores do gênero é o acréscimo de um excelente grau de personalização. Tudo pode ser modificado e criado no jogo: corredores, carros e pistas, com centenas de opções disponíveis possibilitando uma experiência bastante complexa de criação e design, mas deixaremos para entrar nos pormenores desta experiência depois.

O estúdio responsável é o canadense United Front Games (o mesmo de True Crime), que parece ter realmente tomado cuidado com seu produto que apresenta um alto grau de polimento e jogabilidade. O título sai de forma exclusiva para o Playstation 3, seguindo uma formula similar ao já clássico Little Big Planet. É muito difícil tentar avaliar o jogo mecânicamente, ou seja, desprendido do excelente modo de criação e compartilhamento, mas a verdade é que ele funciona bem, tem controles sólidos, é muito desafiador, e consegue encaixar novos elementos em algumas fórmulas já batidas.

Na hora de correr alguns elementos se fazem bem mais essenciais do que no jogo da Nintendo. Odrift, por exemplo, é de uso obrigatório,  fazendo com que seja praticamente impossível vencer uma corrida sem dominar a técnica. Um fator  muito relevante também é  a administração da sua energia, que vai se acumulando conforme você faz manobras, drifts e batidas;  conforme o piloto preenche essa barra ele passa a contar com mais opções estratégicas para sua corrida, já que a mesma serve para ser gasta em turbos ou em um escudo que lhe protege de ataques.

Resenha: ModNation Racers –

Os itens e power ups também se valem de um maior grau de estratégia, possuindo níveis que vão sendo aprimorados todas as vezes que os pegamos. Nesse sentido me lembrou o único jogo de Kart que se aproximou do Mario, Diddy Kong Racing para N64, onde um sistema parecido de evolução de itens era empregado. Ainda sim é importante ressaltar que mesmo com efeitos distintos, eles não são tão inspirados em forma e poder, em geral parecem objetos muito genéricos que acabam por não deixar marcas no jogador.

Certamente o que mais chama a atenção neste quesito de jogabilidade é o alto nível de dificuldade que podemos encontrar no jogo. Algumas pistas são impossíveis, e quanto mais adiante se está no campeonato, mais agressivos ficam os AIs. Ao contrário dos demais jogos de Kart, ModNation não possui dificuldade ajustável, o que acaba deixando os jogadores com muitas peças travadas no modo de customização, já que a única maneira de liberá-las é vencendo as corridas e os desafios propostos nelas.

Por falar em desafios, todas as pistas têm mais três objetivos opcionais, além de tirar em primeiro lugar. Estes objetivos são muito variados: destruir um oponente diante da torcida, fazer mais de 20 manobras, etc… Alguns destes são fáceis, mas conforme o jogo vai seguindo certos “Challenges” se tornam difíceis demais.

Resenha: ModNation Racers –

Vale dizer que as duas grandes forças do jogo se encontram no modo de customização e na interatividade online.

A primeira grande qualidade é a possibilidade de se fazer praticamente  tudo com as ferramentas que o jogo te dá, possibilitando a criação de vários tipos de personagens, carros e pistas. Todas estas criações podem ser trocadas via o modo online do jogo, o que contribui para que ModNation esteja sempre fresco: com novas pistas, carros e personagens todos os dias. Ele apresenta uma excelente  forma de compartilhar criações, com rankings, votos e concursos, o que facilita o acesso dos jogadores ao melhor conteúdo para download.

Resenha: ModNation Racers –A primeira grande qualidade é a possibilidade de se fazer praticamente  tudo com as ferramentas que o jogo te dá, possibilitando a criação de vários tipos de personagens, carros e pistas. E é desta forma que vêm a força do modo online do jogo, não só ele acaba por se auto-reciclar, com novas pistas e etc todos os dias, como ele apresenta uma excelente  forma de compartilhar criações, com rankings, votos e etc.

Infelizmente é importante notar que a parte mais importante da customização, as pistas, é um tanto quanto genérica. Mesmo as melhores entre elas (que costumam a superar em qualidade as pistas originais do jogo) não possuem uma personalidade forte o suficiente para torná-las únicas. E isso assombra ModNation com uma força muito poderosa, em pouco tempo se enjoa do jogo que foi feito para durar muito por causa de sua comunidade online. Torço para que este problema no design de pistas melhore com o tempo (assim como a dificuldade absurda imposta no modo single-player), mas por enquanto o resultado traz um jogo de kart um pouco sem identidade, com lugares muito genéricos (praia, castelo, cidade, fazenda).

O título conta com diversos modos para se jogar online, e até o próprio hubworld do jogo é um local interativo mundialmente,  já que uma boa parcela de pessoas conectadas acabam por aparecer nesse espaço comum (lembrando muito Demon’s Souls nesse sentido).

Notavelmente é engraçado ver em um jogo exclusivo da Sony a persistência em seguir a Nintendo, o personagem mais usado e baixado no jogo é justamente o Mario, assim como o seu carro. Já em termos de pistas, das dez mais baixadas três são réplicas de pistas clássicas do Mario Kart. O que não deixa de ser um tanto irônico.

Resenha: ModNation Racers –

Em termos de apresentação, ModNation Racers deveria ser o mais bonito, já que se encontra em um console HD. Certamente podemos dizer que é de longe o game de kart com os melhores efeitos visuais, definição de imagem e etc. Entretanto, os personagens oficiais do jogo, isto é, aqueles que já vêm prontos e que você enfrenta no modo single-player, são extremamente sem graça, e o mesmo pode ser dito para a história do jogo. Que não é interessante e só está lá para atrasar mais ainda as corridas.

O atraso e a espera também são problemas sérios de ModNation, poucos games possuem telas de loading tão demoradas quanto esse, que nos obriga a esperar durante minutos uma corrida começar (e que por só ter três voltas em média, acaba durando só um pouco mais que a espera).

Podemos concluir esta resenha dizendo que o jogo é divertido, e que para aqueles que só têm o PS3 pode ser uma boa opção para se ter uma partida de Kart multiplayer com os amigos. Não tenho coragem de dizer que eles serve para qualquer um, por que é absurdamente difícil e vai frustar a maioria das pessoas que não jogam vídeo-games com mais freqüência. Dito isso é incrível notar como as coisas melhoram em partidas que contam apenas com jogadores humanos, tornando-o mais agradável e divertido de se jogar.

Se você também é um proprietário de Wii, sugiro que deixe este título passar, por que mesmo em seus melhores momentos ModNation Racers não chega aos pés de ser tão divertido como Mario Kart.

Apresentação: 3.5/5
Jogabilidade: 3.5/5
Design de Fases: 2/5
Fator Replay: 2.5/5
[xrr rating=2.8/5]
Avatar

Publicado por Felipe Velloso

Editor e Autor veterano do Ambrosia. Formado em História pela UFRJ, mantém praticamente todos os campos do site como áreas de seu interesse. Felipe é um viciado em letras, quadrinhos e games desde quando ele só tinha oito bits.