em

FLIP: Modos de Olhar, 04/07/09

flip-cronica-hoje

O quanto a literatura influencia nossas vidas? Ou melhor, ampliando, o quanto a arte nos influência no dia a dia? Ouvindo Sophie Calle e Grégoire Boullier, meus olhos se fixaram numa mulher à minha frente. Cabelo à La Botticelli, regata de nadador vermelha com pois rosados, shorts jeans, meu olhos fixaram em suas espáduas. Céus. Céus, que espáduas! Os ossos saltando em minha direção, a pele fina, imaculada. Comecei a ficar inclusive constrangida com meu interesse, pois estava sóbria. Olhei as centenas de pessoas à minha volta e nenhuma capturava como ela o meu olhar. Não sendo dada a mulheres (há controvérsias), não pude fugir da constatação óbvia: estava sendo firmemente influenciada por Sophie Calle. Esta francesa altamente sedutora e criativa recria o mundo à sua volta o tempo todo. Não vou discorrer sobre seu trabalho, até porque as diversas caipivodkas ingeridas no almoço não recomendam. Eu recomendo: investiguem Sophie Calle. Investiguem Grégoire Boullier! Estou apaixonada por ele. Quero me casar com ele!

Sobre gente que faz acontecer: Maurício Gouvêa. Ele tem uma ideia, tem a capacidade de perceber o quanto ela é boa, ele não hesita – ele a executa. Ele a concretiza, faz acontecer. Assim é o sebo Baratos da Ribeiro com seus Vespeiros, Clube do Vinil, Clube da Leitura, nosso livro lançado. Não só o objeto, mas tudo que o cerca: filipetas, banners, divulgação no Globo, JB, BBC de Londres… Outros projetos acontecerão. Maurício Gouvêa. Sorry, Obama. But this is my Guy!

Por Carmen Molinari, participando do lançamento do livro Clube da Leitura: Modo de Usar, Vol. 1,  direto da FLIP 2009.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

2 Comentários

  1. Perdi a Sophie Calle, o Gregóire Boullier e a mulher a sua frente, mas concordo contigo: o Maurício é o cara!

    Mas o material usado pelo Maurício certamente o ajudou muito nessa empreeitada. Vocês, do clube da leitura, que fizeram também o livro acontecer, são brilhantes. Parabéns a você, Carmem, e a todos os outros.

  2. Carmen, você é ótima, ótima: ficou constrangida com seu interesse nas espáduas! Poxa, eu tava atrás de vc e não as vi, pq vc não me cutucou e perguntou: Vivian, o que acha dessas espáduas, o que acha?
    O Mauricio, como eu disse na crônica sobre o Margarida, é nosso livreiro preferido, uma das pessoas mais generosas que vi em toda a vida e, de fato, vamos pegar um pouquinhozinho dessa capacidade de operacionalizar idéias que ele tem, porque pra ele não vai fazer falta distribuir um pouco, pelo menos pra mim!