Neil Gaiman nos leva de volta a infância em seu “Oceano no Fim do Caminho”

Ambrosia Literatura Neil Gaiman nos leva de volta a infância em seu "Oceano no Fim do Caminho"

Um homem a beira de uma lagoa (ou seria um oceano?). Suas lembranças mais distantes da infância voltam a ele com toda força e uma fantástica aventura de fantasia e terror surge de suas memórias e nos alimenta com seus detalhes e perfeccionismos, elevando “O Oceano no Fim do Caminho” como um dos mais promissores livros de “ficção” deste ano e mostrando que Gaiman mantém sua força e sua veia da literatura de fantasia.

No livro, nosso narrador sem nome volta para onde morava quando criança para um funeral e lá, de volta ao oceano (ou seria um lago?), ele se relembra de fatos ocorridos 40 anos antes e que até então estavam esquecidos em sua memória de adulto. Os cheiros da infância, a aparência das casas, os sentimentos de perda e revolta com a morte de um bicho de estimação, as distrações corriqueiras e os perigos que espreitam na noite.

gaiman_mckean_oceansattheend_2

As lembranças de nosso narrador nos levam a morte de um homem por suicídio e que, com sua morte, abre a passagem para que coisas escondidas na escuridão possam vir para nosso mundo. Ao mesmo tempo, ele conhece as Hempstocks, avó, mãe e filha, que vivem em uma fazenda no fim da rua onde ele mora e sem querer o levam a encarar este mal ancestral que nos assombra, mostrando que as aparências podem enganar a todos.

O livro é vendido como a primeira novela adulta do autor em 8 anos. De um ponto de vista isso é verdade, mas ao mesmo tempo, ele não se dirige a nós adultos e sim, a criança que se lembra dos terrores noturnos, das sombras passando de canto de olho, dos corredores escuros, do silêncio de nossas casas quebrado por algo se mexendo na cozinha. Nossas lembranças do passado, de nossa infância, dos cheiros da cozinha da nossa vó, cozinhando e fazendo doces, das sensações de cuidado e confiança ao sentir nossa mãe segurando nossa mão ao atravessar a rua.

Oceano-no-fim-da-linha-capaA versão nacional, feita magistralmente pela editora Intrínseca, foi lançada ao mesmo tempo que nos EUA, fazendo a nossa versão a única do mundo com este privilégio. A qualidade da editora já é notória e ela mantém a mesma usando a arte original da capa, letreiros bem feitos e uma tradução digna de nota e elogios, mostrando que a editora demonstra como sempre sua total e plena seriedade.

Para aqueles que ainda não conhecem o jeito de escrever de Neil Gaiman, este é um ótimo começo e uma ótima dica, tanto pela qualidade da obra quanto pelo tema, um tanto quanto atraente para todos os apreciadores de boa literatura de fantasia, mostrando bem a alma humana de uma criança que se vê diante de uma situação totalmente inusitada e adulta, expondo velhas crenças e terrores, deixando a todos, principalmente o leitor, sedento por mais.

Por fim, antes mesmo de ser lançado, o livro já teve seus direitos comprados pela produtora Playtone e vai ser convertido em um filme, dirigido por Joe Wright.

A imagem usada neste artigo foi feita por Dave McKean para uma edição especial que será lançada nos EUA e espera-se, também seja lançada aqui no Brasil. Para quem quiser ver mais, basta entrar neste link

  • Ficha Técnica
  • Título: O Oceano no Fim do Caminho
  • Formato: 21 x 14cm
  • Brochura
  • Nº de páginas: 208
  • Ano: 2013
  • Preço Sugerido: R$24,90
  • Link da editora

 

#Novidades