em ,

Elisa Fernandes lança álbum intitulado “Elisa”, seu primeiro disco autoral

“Lançar um álbum autoral me parece mesmo algo como colocar um filho no mundo. Todas as minhas atenções se voltam pra esse novo ser que vai nascer e ter a vida que tiver de ter, independentemente das minhas expectativas. Ele vai ser livre, pra viver como quiser e ser ouvido por quem quiser”, compara.

“Elisa” surge após uma longa caminhada de oito anos desde que a artista se descobriu compositora, lapidando suas composições em saraus espalhados pelo Rio de Janeiro. Foi em território carioca, onde a cantora mora desde 1983, que ela também fundou o coletivo de compositores Nós de Cabrália, através do qual se descobriu cantora.

São oito músicas que tiveram produção musical, arranjos, bandolim e violões de Mário Wamser (exceto “Voltei”, com violão de Matheus Prevot), violoncelos de Federico Puppi e bateria de Gabriel Barreto. Com preparação vocal de Suely Mesquita, o álbum foi gravado nos Estúdios Ouvido em Pé e MiniStereo. A foto de capa é de Alice Venturi.

Ficha técnica:
Produção, arranjos, bandolim e violões (exceto “Voltei”, com violão de Matheus Prevot): Mário Wamser
Violoncelo: Federico Puppi
Bateria: Gabriel Barreto
Preparação vocal: Suely Mesquita
Gravação nos Estúdios Ouvido em Pé e MiniStério

Tracklist:
Orquestra (Elisa Fernandes)
Paiol (Elisa Fernandes)
Sinais (Elisa Fernandes)
Roseira (Elisa Fernandes)
Muro (Elisa Fernandes)
Sem Saída (Elisa Fernandes)
Voltei (Elisa Fernandes e Matheus Prevot)
Outra Vez (Elisa Fernandes)

Participe com sua opinião!

Ativista

Publicado por Build Up Media

Musicólogo

Assassin’s Creed vai ganhar nova série live-action

Josiel Konrad revela single “Favela Hype (Love is the Way)”