em , ,

No Dia do Orgulho LGBT, Rohmanelli faz pop transgressor em parceria com Raphael Warlock

Uma pessoa transita entre o masculino e o feminino, sendo quem é sem se preocupar com o que pensam e quando os preconceituosos agem, responde com choque e transgressão. Esse é o mote do forte registro “Macho Discreto”, de Rohmanelli. Parceria com o rapper Raphael Warlock, a faixa caminha entre o pop e o punk rock e está disponível em todas as plataformas de música digital.

Usar a música como forma de questionar padrões sexuais, amorosos, políticos e religiosos faz parte do discurso forte na arte de Rohmanelli. Fazendo um “transpop” – como chama sua interpretação extrema, ele faz da reinvenção marca na sua vida e obra. 

“Com esse trabalho, quero mostrar a vitória e a superioridade da liberdade sobre toda e qualquer moral. No vídeo, pretendo representar o equilíbrio entre o masculino e feminino. Aquela coincidentia oppositorum que os alquimistas renascentistas e neoplatônicos buscavam, o Andrógino”, conta Rohmanelli.

Italiano radicado no Brasil há 20 anos, o professor universitário Sergio Romanelli começou sua carreira na música em 2014, com a banda Vita Balera. O projeto explorava o rock alternativo com letras em italiano e chegou a lançar um EP homônimo. Antes disso, estudou música erudita e canto lírico. Mas ainda não era suficiente para ele, que queria trabalhar com expressão corporal e teatralidade.

Foi aí que nasceu Rohmanelli, unindo estética, figurino, letra e música. Em 2016, lançou sua estreia com o álbum “Anomalous”, um trabalho conceitual que trafegava entre o português, inglês e italiano e que gerou sete videoclipes. Em 2018, Rohmanelli lançou “Fanatismi”, um trabalho em italiano e muito mais maduro, reunindo experiências e parcerias adquiridas nos primeiros momentos da carreira. Desde então, suas composições passaram pelas mãos de DJs, produtores e músicos do Brasil, da América do Sul e da Europa. Recentemente, ele lançou um single com a banda de rock catarinense Farra do Bowie.

“Macho Discreto”,  coproduzida com Binho Manenti, é uma faixa com um forte conceito. Ela ganhou um clipe que caminha entre o mundo LGBT, o BDSM, o pole dance e a dança em geral, a tattoo e o punk em uma transformação física no próprio artista em um dia intenso de filmagens.

“Pensamos conceitualmente em dois blocos em que houvesse uma iniciação ao masculino primeiro, com a raspagem do cabelo e sobrancelha, a tatuagem, seguido a uma iniciação ao feminino como corpo, o movimento, o pole dance para chegar ao final a uma síntese entre os dois numa mesma pessoa”, explica ele.

Nascimento de uma nova fase do artista, “Macho Discreto” marca não só uma vitória para Rohmanelli, mas para uma das participações do vídeo, a modelista trans Ama Fialho, vítima de um ataque transfóbico em Florianópolis no fim do ano passado.

“O fato dela estar me libertando das amarras nesse clipe e de ser sua primeira aparição pública depois do ataque me deixou muito orgulhoso e emocionado durante a filmagem, pois tem uma carga simbólica muito forte”, conta o artista. 

O vídeo foi dirigido por Marco Martins e Loli Menezes e a faixa foi mixada e masterizada por Rafael Pfleger. “Macho Discreto” está disponível em todas as plataformas de streaming de música e no YouTube.

Ficha Técnica:

Letra: Rohmanelli – Raphael Warlock
Música: Rohmanelli – Binho Manenti
Produção musical: Rohmanelli e Binho Manenti
Mix e master: Rafael Pfleger (Pimenta Produções Artísticas)
Direção: Marco Martins e Loli Menezes
Roteiro: Rohmanelli
Produção executiva: Rohmanelli e Loli Menezes
Direção de Fotografia: Marx Vamerlatti
Fotografa Still e Making of: Kamila Novaes
Edição: Marco Martins
Direção de Arte: Loli Menezes, Jano Moskorz e Marco Martins
Figurino e Maquiagem: Ricardo Saugo
Modelista: Ama Fialho
Assistente de Maquiagem: Miriã* Veloso
Assistente de Câmera: Fernanda Duarte
Gaffer, Elétrica, Maquinaria: Hércules JJ
Assistente de Gaffer, Elétrica e Maquinária: Luca João
Assistente de Produção: L. S. Alves
Estúdio: Cinesupport

 

Elenco:

Diva: Ama Fialho
Barbeiro: Mauro Luiz dos Santos Izolani
Tatuador: Fabiano Moraes Tatoo
Mascarados: Jano Moskorz e Gabriel Xavier
Coreografia e Pole Dancer: Priscila Ferreira (Pole Classique)
Pole Dancer: Patricia Werneck
Dançarino Stiletto: Gabriel Xavier
Machos:
Mayer
Johnny Bosco
Gil Black Farias
Daniel Silva
Stivy Malty
Pedro Henrique Barbosa
Marx Vamerlatti

 

LETRA:

Você é discreto cara…

você é discreto…

o cara discreto me olha e diz “credo”

porque eu tô beijando o meu namorado na rua

além de você eu também cuido da minha vida

e já parou pra pensar quem é tá cuidando da tua?

não seja um otário se escolher o armário

a gente que apanha, não me peça calma

que enquanto eu grito e luto por espaço

você se esconde na hunter e na sauna

se for pra falar merda, não vem falar então

as bichas tão comigo e não aturam valentão

tu propaga o ódio só pra, no podium, pegar medalha

canalha que nem tu jamais que passarão

sem gastar dinheiro tu não vê um pau

fora do banheirão da federal

tem filhos em casa, a coroa esperando

aliança no bolso e tu num grupal

Macho Discreto

boa pinta

dá pra machos trancado no armário

Macho Discreto

no sigilo

chupa machos no banheiro ajoelhado

 

acha que pode tudo na glória de deus e da pica

fala merda pra caralho e se mexer comigo fica eunuco

mordo tudo e ao que tudo indica

a nossa vingança tá perto, discreto se identifica como puto

macho, acho que a tua situação aqui tá feia

discreto é igual medo direto na tua veia

o assumido tá sumido por aqui no vale

julga lá da tua casa e faz igual no baile

mexe com trava, vê a navalha e já corre

melhor acostumar que a as bicha ‘tá’ no poder

o assumido tá sumido por aqui no vale

 

julga lá da tua casa e faz igual no baile

mexe com trava, vê a navalha e já corre

melhor acostumar que a as bicha ‘tá’ no poder

Macho Discreto

boa pinta

dá pra machos trancado no armário

Macho Discreto

no sigilo

chupa machos no banheiro ajoelhado

Assuma broder

depila a barba e fecha a bota

lambe o batom e pegue a onda

da sua bunda tão redonda 

Macho Discreto

Mas na hora que rebola

fica totalmente LOKA

Macho Discreto

boa pinta

dá pra machos trancado no armário

Macho Discreto

no sigilo

chupa machos no banheiro ajoelhado

Deixe sua opinião

Publicado por Build Up Media

Noid lança EP debatendo excessos e ansiedades

De 1919 a 1958, de filmes de guerra a musicais, o terceiro dia do Cinema Ritrovato