em ,

O amor supera as diferenças no clipe “Bem Aqui”, de Alan James

​Uma ode aos grandes amores e desejos marca o clipe de Alan James, “Bem Aqui”. A faixa, que integra o álbum “Despertar”, lançado em 2018, transforma em canção um amor inesperado, e aceita de braços abertos uma paixão sem limites. Agora, o single ganha um clipe, estrelado pelo próprio artista ao lado de sua esposa, Joana Câmara. No vídeo, eles mostram que um amor entre pessoas aparentemente diferentes – ela, cadeirante; ele, não – traz as mesmas alegrias e momentos a dois vivenciados por qualquer outro casal.

Embora tenha sido lançada apenas em 2018, a canção foi iniciada em 2005 e finalizada um ano depois, marcando uma parceria entre Alan James e Raphael Scherer, com quem dividia o duo Um Mais Um. A inspiração nos Beach Boys leva ao caminho tortuoso do jazz, traduzindo os dois lados da letra: a leveza de uma nova paixão e os anseios trazidos pelo início de um relacionamento. Doze anos depois, “Bem Querer” acabou sendo uma das escolhidas por James para integrar seu álbum de estreia, após atuar no cenário musical como multi-instrumentista, compositor e produtor, passando por projetos como Geminianos, Wagner José e seu Bando, Luiz Lopez e mais.

“Quando comecei a pensar em músicas antigas que gostaria de resgatar, essa veio de cara, só precisei mudar a última frase da música e estava pronta. Tem provavelmente o arranjo mais trabalhado do disco, uma produção da qual me orgulho muito. Além do Rike na bateria e percussão, e do Daniel e do Danilo nos backings (sendo que o Danilo também é o guitarrista), temos mais auxílios luxuosos, dessa vez do Marcelo Cebukin, que além de ter escrito os arranjos de sopros e metais, tocou quase todos esses instrumentos, e do Reinaldo Godoy no trompete”, recorda Alan James.

Para dar forma à história da letra, o roteiro partiu do diretor Fábio Felix inspirado pelo relacionamento de Alan e sua esposa Joana. A ideia de acompanhar o dia-a-dia do casal, embora simples, mostra uma convivência não-convencional. Ausente das representações de amor romântico mais comuns, a paixão entre uma mulher cadeirante e um homem sem deficiências físicas comprova que, muitas vezes, as diferenças são apenas aparentes. No fim das contas, amamos todos com a mesma intensidade e entrega – e com os mesmos medos e desafios. O clipe acompanha os dois pelo Parque Guinle, do Rio de Janeiro, onde conversam sobre sua história, e em cenas íntimas em casa.

“Alan James me deu um enorme presente ao me convidar para dirigir seu novo clipe. A música sugere o que eu, como seu amigo pessoal, vejo diante de mim no convívio com ele e Joana Câmara, essa mulher tão inspiradora: o amor essencial. Parece que precisamos afirmar o que nos torna humanos, diante de tanto ódio e rejeição ao outro no mundo de hoje. Alan James está em uma nova fase de sua carreira e estou muito feliz por participar dessa efervescência criativa que nos traz o álbum “Despertar”, reflete Felix.

“Bem Aqui” é o segundo clipe do álbum “Despertar”.  O primeiro single, “Menina do Quintal”, também segue essa sonoridade sessentista, ampliada em “Bem Aqui” com um encorpado arranjo de metais.

Assista ao clipe de “Menina do Quintal”:

Veja o lyric video de “Amplificar Sentimentos”:

O debut traz faixas com referências aos anos 60 e 70, lembrando músicas de grandes nomes nacionais e internacionais, de Clube da Esquina a Paul McCartney. “Despertar” é um lançamento via selo Discobertas, está disponível nas plataformas de streaming e em formato físico.

Ficha técnica:

Música:

Alan James – baixo, piano, voz e backing vocal / Danilo Fiani – guitarra e backing vocal / Daniel Cavalcanti – backing vocal / Rike Frainer – bateria e shaker / Marcelo Cebukin – flauta transversa, flauta em sol, trombone, sax barítono e sax tenor / Reinaldo Godoy – trompete / Arranjo de metais e sopros – Marcelo Cebukin / Arranjo de base – Alan James, Danilo Fiani e Rike Frainer

Vídeo:

Com Alan James e Joana Camara

Direção, roteiro, iluminação e fotografia: Fábio Felix

Edição: Gabby Vessoni

Produção: Alan James

Mixagem e Masterização: Vítor Veiga e Alan James no Estúdio de Pedra