PJ Morton lança Cape Town to Cairo, álbum criado durante jornada pela África

35
0

PJ Morton convida a uma viagem pela África no álbum Cape Town to Cairo. O sucessor de Watch the Sun (2022) chega acompanhado de um lyric video para o disco completo e foi inteiramente criado em uma jornada de 30 dias pelo continente – de Cidade do Cabo e Johanesburgo a Lagos (Nigéria), Acra (Gana), Cairo (Egito) e de volta à África do Sul.

“Eu queria capturar as emoções que senti enquanto estava no continente, então prometi que não escreveria nada antes de chegar à África e não escreveria nada depois de sair – acabei gravando todos os meus vocais antes de partir também. Foi realmente um experimento em confiar nos meus instintos. Tenho a tendência de pensar demais, como muitos de nós, então queria provocar algo que tivesse reais implicações. O que acabou acontecendo foi que todos os meus pensamentos e influências cruas vieram à tona de uma vez. Há, claro, R&B e soul, mas também há gospel em canções como ‘Simunye’, pop em ‘Count On Me’, jazz em ‘All The Dreamers’, tudo combinado com a inspiração da África. Não tínhamos o luxo do tempo para controlar quais gêneros se encaixariam onde, e as origens de toda essa música começaram na África de qualquer forma. ‘Cape Town to Cairo’ é a diáspora em forma de música, feita do meu jeito”, ele conta.

Usando a cultura negra como ponte que une sua Nova Orleans natal com diversos pontos do continente africano, PJ Morton se conecta com artistas como Fireboy DML, Mádé Kuti, Asa, Ndabo Zulu e Soweto Spiritual Singers, produtores como P.Priime e The Cavemen., sua própria banda ao vivo e músicos locais. O resultado é um álbum pessoal e transcendental que chega em um momento especial na carreira do artista.

Será inaugurada no dia 28 de junho no Disney World e mais tarde este ano na Disneyland, a atração  Tiana’s Bayou Adventure, cuja música-tema (“Special Spice”) faz de Morton o primeiro compositor negro a escrever música para uma atração da Disney. Além disso, PJ Morton anunciou a publicação de suas memórias em forma de livro: “Saturday Night, Sunday Morning” mostra os desafios da música, fé, raça e expressão, acompanhando sua transformação de filho de pregador para um dos músicos mais conceituados do showbiz, colecionando parcerias com nomes que vão desde Stevie Wonder a Lil Wayne. 

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *