em ,

Relacionamentos contemporâneos e sua liquidez são destaque em “Vapor”, novo single de Victor Mus

Destaque da novíssima MPB indie carioca, Victor Mus estreia a nova fase da sua carreira com o single e clipe “Vapor”, feitos através do edital Novos Talentos da Música, da FIRJAN. A faixa dialoga com o conceito de liquidez dos relacionamentos amorosos atuais, com produção musical de Rogério da Costa Jr. e Rodrigo Vidal (Caetano Veloso, Maria Gadú). A canção já está disponível em todas as plataformas de música digital.

Assista a “Vapor”:

O conceito de amores líquidos, tecido pelo sociólogo Zygmunt Bauman, foi descrito pelo próprio como “o amor a partir do padrão dos bens de consumo: mantenha-os enquanto eles te trouxerem satisfação e os substitua por outros que prometem ainda mais satisfação.” “Vapor” compreende que, assim como se desfazem com facilidade, os vínculos afetivos também se constroem rápido demais.

“A música fala bastante das relações entre as pessoas, em como essas relações se constroem e desconstroem com facilidade e que não necessariamente deve-se ficar mal por elas. É importante entender que faz parte da vida”, explica o artista.

Victor Mus é um dos talentos da nova geração da música brasileira. Unindo a leve voz rouca com os acordes do violão, suas canções falam de amor e afeto de modo único e moderno em forma de poesia. Ele ganhou destaque nas plataformas de música com o EP “Chão de Terra” (2017). O lançamento abriu caminho para que dividisse palco com artistas como Tuyo (PR), Barro (PE), Sinara (RJ) e Aline Lessa (RJ) e participasse do projeto Os Sons do Rio, montado pela Secretaria de Cultura do Estado do RJ em parceria com a Deezer.

Mus foi um dos 12 selecionados pela FIRJAN no edital Novos Talentos da Música para produção do single e clipe. Além dele, foram prestigiados outros 11 artistas destaque da cidade, como Pietá, Facção Caipira, Pedro Mann e Isadora Melo. Em “Vapor”, Felipe Melanio assina violão e viola caipira, Viny Melanio, o baixo, Lourenço Monteiro está na bateria, as cordas foram compostas por Pedro Mibielli, Cesão Lira está na percussão e o backing vocal ficou com Jonathan Panta. A faixa está disponível em todas as plataformas.

Ficha Técnica:

Produzido por: Rodrigo Vidal e Rogério da Costa Jr.

Direção Artística: João Suprani

Produção Executiva: Rebuliço

Apoio: Oi Futuro – LabSonica

Realização: FIRJAN SESI

Gravado e Mixado no LabSonica – Oi Futuro

Engenheiro de Gravação: Rodrigo Vidal

Pós-produção de áudio: Gustavo Krebs

Engenheiro de Mixagem: Rodrigo Vidal

Masterizado no Magic Master por: Ricardo Garcia

Autor: Victor Mus

Produção: Rebuliço e Brick Media

Direção: Miguel Moura e Lufe Berto

Argumento: João Suprani

Roteiro: Rebuliço

Elenco Principal: Sol Menezzes e Samuel Toledo

Elenco de Apoio: Victor Mus, Raissa Venâncio, Gabriel Coutinho, Gabriela Alves, Bete Chaves e Gabriel de Góes

Preparação de Elenco: Raissa Venâncio

Produção Executiva: João Suprani

Direção de Produção: Flávia Salles

Assistente de Direção: Vanessa Cunha

Assistente de Produção: Raphael Sanguinete

Direção de Fotografia: Natália Moretz-Sohn

Assistente de Fotografia: Diogo de Oliveira

Direção de Arte: Maria Thereza Macedo e Isis Gomes

Maquiagem e Cabelo:Elena Pazuello

Montagem: Miguel Moura e Lufe Berto

Cor e Finalização: Miguel Moura e Lufe Berto

Still: Zéca Vieira

Arranjo: Rogerio da Costa Jr.

Voz: Victor Mus

Backing Vocal: Jonathan Panta

Bateria: Lourenço Monteiro

Percussão: Cesão Lira

Baixo elétrico: Viny Melanio

Violão e Viola Caipira: Felipe Melanio

Cordas: Pedro Mibielli

Deixe sua opinião

Publicado por Build Up Media

Em "Nada se vê: seis ensaios sobre pintura", Daniel Arasse fala sobre arte de forma inovadora

Mari Blue abraça o lado irreverente da vida no novo clipe, “Fora de Série”