Destroços de navio que naufragou há 3.000 anos são achados intactos na costa de Israel

54
0

Nesta quinta-feira, 20 de junho de 2024, a autoridade de antiguidades de Israel anunciou uma descoberta histórica de proporções globais: os destroços de um navio que naufragou há 3.000 anos foram encontrados na costa norte do país. Especialistas estão entusiasmados com a preservação da carga, que permaneceu intacta por todo este tempo.

Berço cultural da civilização ocidental, o naufrágio foi localizado no Mar Mediterrâneo, a uma profundidade de mais de 1.500 metros, pela empresa de energia Energean, que opera na costa de Israel. A carga do navio consistia em centenas de ânforas usadas para armazenar produtos como vinho e azeite durante a Idade do Bronze. Acredita-se que o navio tenha afundado devido a uma tempestade ou a um ataque de piratas, eventos comuns no final da Idade do Bronze.

A descoberta ocorreu a cerca de 90 quilômetros da costa do norte de Israel, e as autoridades estimam que o naufrágio data do século 14 ou 13 a.C. Isso significa que o navio e sua carga têm mais de três milênios de idade, pertencendo a uma época em que o comércio marítimo estava começando a prosperar.

A equipe da Energean encontrou um número significativo de jarros enquanto investigava o fundo do mar. Karnit Bahartan, gerente ambiental da empresa, descreveu a descoberta como “sensacional, muito além do que poderíamos ter imaginado”.

Em breve, alguns dos objetos descobertos serão apresentados ao público, permitindo que todos apreciem essa fascinante janela para o passado.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *