em

Festival de Gramado exibe mostra com longas gaúchos

O cinema gaúcho ganhará uma mostra de longas no 46º Festival de Gramado. Serão cinco títulos celebrando a produção local,e serão exibidos fora de competição no Palácio dos Festivais, fora de competição. A seleção foi avaliada pelos curadores Eva Piwowarski, Marcos Santuario e Rubens Ewald Filho, mediante inscrições realizadas especialmente para essa programação. As sessões têm entrada franca e acontecem entre os dias 20 e 24 de agosto, sempre às 13h30.

Confira a relação abaixo:

A Palestina Brasileira”, de Omar Luiz de Barros Filho

Filmado no Brasil e no Oriente Médio, o documentário mostra trajetórias e relatos de famílias palestinas atingidas por guerras e perseguições, que buscaram, no sul do Brasil, reconstruir suas vidas, sem perder os laços com a terra de origem.

Arrieros”, de Marcelo Curia

Arrieros apresenta a cultura e o cotidiano dos peões argentinos que conduzem tropas de mulas levando equipamentos e mantimentos durante a temporada de escalada no Aconcágua, a montanha mais alta das Américas.

Grandes Médicos”, de Luiz Alberto Cassol e Marilaine Castro da Costa

Emílio Ribas, Adolpho Lutz, Oswaldo Cruz, Carlos Chagas, Manoel de Abreu, Juscelino Kubitschek, Zilda Arns e Euryclides Zerbini são os personagens de Grandes Médicos, documentário que aborda políticas de saúde pública, descobertas e histórias de vida que alteraram de forma radical a área das ciências médicas.

Música Para Quando as Luzes se Apagam”, de Ismael Caneppele

“Música para quando as luzes se apagam” é um documentário que flutua na fina borda entre ficção e realidade. Uma autora chega em uma pequena vila no sul do Brasil, com a intenção de transformar a vida de Emelyn em uma narrativa ficcional.

Yonlu”, de Hique Montanari

YONLU é um filme de ficção baseado na história real de um garoto de 16 anos que, com a ajuda da internet, conquistou o mundo com seu talento para a música e para a arte. Fluente em cinco idiomas, YONLU tinha uma rede de amigos virtuais em todos os continentes. Ninguém desconfiava, contudo, que também participava de um fórum de potenciais suicidas.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Carregando…

0

Comente pelo Facebook

Cesar Monteiro

Publicado por Cesar Monteiro

Um viciado em cultura pop que adora compartilhar seu vício com o maior número de pessoas possível