em ,

Novo álbum de Astérix sendo lançado este mês

Asterix chez les PictesEnfim revelado! Para quem gosta do Astérix, um novo álbum será lançado ainda este ano. A notícia já não é novidade para quem acompanha, mas a capa e a data de lançamento estavam ainda imersas em segredo. Pois bem, dia 03 de outubro, numa conferência para a imprensa em Paris foi apresentado a capa definitiva para o álbum Astérix entre os Pictos (Asterix chez les pictes) que chegará nas livrarias de todo o mundo no próximo 24 de outubro. A Record já confirmou também por aqui o lançamento do  novo álbum.

Será o 35º volume das aventuras dos gauleses mais conhecidos da nona arte e narrará a jornada de Astérix e Obelix às terras da Antiga Escócia, lar de guerreiros irredutíveis, com seus clãs diversos, cujo nome, dado pelos romanos, significa literalmente os homens pintados. A peculiaridade deste novo volume é que pela primeira vez na história da HQ, a história e os desenhos não são dos criadores da famosa série. Mesmo que a capa tenha Albert Uderzo à frente, foi a parceria Jean-Yves Ferri (roteiro) e Didier Conrad (ilustrações) que foi responsável da difícil tarefa de continuar o legado do falecido René Goscinny e o mencionado Uderzo.

Nas primeiras imagens do álbum, podemos notar que Ferri e Conrad conseguiram compor um bom trabalho na hora de perpetuar a continuidade gráfica da série, como também o nível argumental, com os mesmos recursos linguísticos, as gags e jogos de palavras, o humor característico dos personagens etc. Espero, como fã, que os novos autores tragam toda a atmosfera que os mestres criadores desenvolveram, mesmo com as críticas que encontrei em alguns fóruns, que tratam essa retomada como sacrilégio.

Após alguns álbuns irregulares, já era hora de Astérix voltar numa linha regular, e que os resultados façam deste novo volume um marco zero para as novas gerações conhecerem.

Abaixo mais alguns quadros do álbum:

vignettepictes3vignettepictes1

vignettepictes5

Deixe sua opinião

Publicado por Cadorno Teles

Festival do Rio: Com “Gravidade”, o Cinema reencontra sua essência

Festival do Rio 2013: Entrevista com o diretor Lee Daniels