em

Mateus Gandara, agora livre para voar, nos deixa saudades e uma linda obra

Tenro amor, amarga vida,
criação à duras penas,
cheias de tinta.
Esperando.

O tempo é implacável,
incontornável, incontrolável.
Nosso lugar no tempo
é o espaço.

Na criação, condenso uma fração
do tempo, em uma fração
do espaço.
Pequenas doses de amargura,
destiladas em tinta, cheias de amor.
Esperando.

Mateus Gandara

Conheci duas vezes o Mateus Gandara. A primeira numa virada de noite na Rio Comicon 2009 que por insistência do Grampá terminou com o nascer do sol em Copacabana. Conheci mais uma vez o Mateus tempos depois através de seus quadrinhos, sem associar o artista com o companheiro daquela noite, até o fim do último ano quando voltamos a conversar para publicação do seu quadrinho pelo Circuito Ambrosia.

Infelizmente Mateus Gandara nos deixou nesta semana após lutar bravamente contra o câncer por muito tempo, uma tragédia para um rapaz de 28 anos que coloria o mundo com amor e sonhos. Felizmente para além de memórias, Mateus também deixa um incrível legado com sua arte, que vai continuar tocando a todos com a mesma intensidade com que Mateus viveu.

mateus gandara quadrinho estou vivo

mateus gandara procurando meu amor

mateus gandra ter voce querer voce amar voce

mateus gandara teu cheiro

mateus gandara sua presenca

mateus gandara inteligencia

mateus gandara podemos ser tudo que quisermos

Creio ser impensável imaginar o quão profunda é a dor e alegria de quem luta no front pela vida, mas ouso supor que ao se despir de todas ilusões cotidianas Gandara encontrou no amor o entendimento e sentido que todos buscamos na vida, mas que deixamos escapar pela falta de urgência do nosso tempo.

E que motivo mais bonito para viver que pelo amor? Obrigado pelos peixes Mateus!

 

Participe com sua opinião!