em ,

O Que Eu Acho: Os Meus Favoritos e Tenho Dito!

O Que Eu Acho

4705_oqueeuacho

Nessa semana na coluna mais polêmica do Ambrosia, vou fazer novamente um Top 5, mas dessa vez dos meus personagens favoritos. Sim, caro leitor, os 5 personagens que eu acho mais f#das dos quadrinhos e tenho dito!

Agora com vocês os escolhidos e que venham o xingamentos nos comentários, hehehe!

5° Lugar: Beak
Bico, vulgo Barnell Bohusk, é um personagem criado por Grant Morrison para ser o aluno mais bucha do Instituto Xavier, e foi exatamente isso que me fascinou nesse personagem. Um mutante com poderes de ave, que nem conseguia voar, raquítico, feio pra caramba, totalmente inútil, o pior que sabia da sua condição e se questionava “o que Diabos estou fazendo aqui?”. Aí que vêm o maneiro do personagem, durante sua estadia nos X-Men, ele se apaixona por uma mutante – com poderes de inseto -, tem relações com ela, se tornando pai de vários, filhos.. ou filhotes como preferirem. Nesse momento o personagem ganha um objetivo: proteger e sustentar sua nova família.

No final do último arco do Morrison, com a revelação de seu mentor Xorn, ser na verdade o Magneto, vemos um Bico corajoso, vencendo todos os conflitos e limitações, indo de encontro ao vilão para atacá-lo para proteger sua família. Óbvio que deu em nada, porque ele foi tentar batê-lo com um taco de baseball de metal ainda, hehehe!

Depois dos X-Men, ele acabou se aventurando por universos paralelos com os Exilados, tendo um grande papel na grupo, salvando todos, eu digo TODOS os universos. Após deixar a equipe, perdeu seus poderes, virando um ser humano normal graças as conseqüências da Dinastia M, e finalmente podendo cuidar de sua família em paz, tendo um final digno de grandes personagens dos quadrinhos – mas um roteirista filho da mãe, achou um boa idéia transformar ele numa espécie de Gavião-Negro da Marvel e colocá-lo nos Novos Guerreiros atuais, mas eu ignoro esse lixo. Ele deve aparecer no filme X-Men Origins: Wolverine interpretado por Dominic Monaghan, o Charlie de Lost.

Por ser o bucha mais maneiro dos quadrinhos e um dos poucos personagens da Marvel (e dos quadrinhos) que tiverem um começo-meio-fim (pelo menos pra mim), o Bico fica na 5ª colocação.

Bico é uma criação do roteirista Grant Morrison e desenhista Ethan Van Sciver, sua primeira aparição foi na (New) X-Men #117 (Setembro de 2001), e é publicado pela Marvel Comics.

4° Lugar: Layla Miller
Layla Rose Miller, uma menina misteriosa surgida no evento Dinastia M, um mundo criado pela mutante Feiticeira Escarlate, onde os humanos eram minoria e seu pai, Magneto, governava absoluto. Em meio a essa nova realidade, uma única pessoa sabia que aquilo estava errado, Layla era essa pessoa, pois seu dom mutante era “saber das coisas” e recuperar a memória alheia. Mas a maioria dos heróis acabam lembrando de tudo, graças aos dons da garota, voltando tudo ao normal.

No novo X-Factor, liderado pelo Homem-Múltiplo (se fosse um Top 10, estaria na lista com certeza), e escrito pelo genial Peter David, a sabichona simplesmente entra na equipe sem ser convidada, e quando seus membros perguntavam quem ela era, ela simplesmente respondia, “Sou Layla Miller, eu sei das coisas”. E ela sabia mesmo. Ela até evita um roubo no local, dando um jeito no ladrão no melhor estilo Esqueceram de Mim com requintes de crueldade, hehehe!

Por ser a uma personagem nova muito criativa, divertida e por saber das coisas, Layla Miller ficou na 4ª colocação.

Layla Miller é uma criação do roteirista Brian Michael Bendis e do desenhista Oliver Coipel, sua primeira aparição foi em House of M #04 (Agosto de 2005), e é publicada pela Marvel Comics.

3° Lugar: Blue Beetle & Booster Gold
O que dizer da dupla mais divertida dos quadrinhos. Qual leitor da Liga da Justiça Internacional nunca se mijou de rir com as situações hilariantes dos dois. Eles não são simplesmente uma dupla, eles são um marco, Besouro Azul foi o primeiro personagem da extinta Charlton Comics, introduzido a DC Comics, enquanto o Gladiador Dourado foi o primeiro herói original criado pós-Crise das Infinitas Terras. Realmente essa dupla é especial.

Besouro Azul é simplesmente um inventor, aluno do antigo herói com mesmo nome, mas ao contrário de seu antecessor, Theodore “Ted” Kord não utiliza de poderes mágicos para combater o crime, mas sim de sua inteligência (ou não, hehehe!), habilidades marciais e e invenções altamente tecnológicas. Ele foi a inspiração para o personagem Nite Owl (Coruja) de Watchmen.

Gladiador Dourado, vulgo Michael Jon Carter, veio do Século 25 em busca de fama e fortuna. No Futuro, ele trabalhava num museu destinado aos super-heróis do passado, roubando algumas relíquias do local – o robô de segurança Skeets, uma armadura especial e um anel de vôo da Legião dos Super-Heróis -, mas quando veio ao Passado, tudo deu errado, ele só se atrapalhou, ganhando uma reputação de mané, acabando com seus planos. Atualmente, ele protege o Fluxo-Temporal junto com o viajante do tempo Rip Hunter.

Por serem a dupla mais engraçada dos quadrinhos, Besouro Azul e Gladiador Dourado ficam na 3ª colocação.

Besouro Azul é uma criação de Steve Ditko, sua primeira aparição foi em Captain Atom #83 (Novembro de 1966). Gladiador Dourado é uma criação de Dan Jurgens, sua primeira aparição foi em Booster Gold #01 (Fevereiro de 1986), ambos são publicados pela DC Comics.

2° Lugar: Bigby Wolf

Bigby Wolf é nada mais, nada menos que o Lobo Mau. Não o personagem que conhecemos dos contos de fadas, mas sim uma brilhante criação do título Fables (Fábulas) da Vertigo.

Em Fables, ele é um delegado que cuida da lei da Cidade das Fábulas, um refugio secreto para seres mágicos no meio de Nova York. Com sua inteligência, astucia e poderes – transformação em um lobo gigante, e “super-sopro” -, ele investiga os mais complicados casos envolvendo esse mundo mágico, ainda cuida de seus “filhotinhos” com sua amada Branca de Neve. Sem falar que ele sozinho, invadiu as terras do Adversário, o maior temor e inimigo das fábulas, metendo a moral na situação, colocando o vilão em seu devido lugar.

Por ser o maioral, Bigby Wolf fica na 2ª colocação.

Bigby Wolf é uma criação de Bill Willingham, sua primeira aparição foi em Fables #01 (Dezembro de 2002), e é publicado pelo selo Vertigo da DC Comics.

1° Lugar: Green Lantern

Complementando o que eu disse na coluna passada, Hal Jordan, o Lanterna Verde, é meu favorito desde a época dos Super-Amigos. Sempre admirei no herói o fato dele poder fazer qualquer coisa com a energia de seu anel.

Hal é um piloto de teste, que em um acidente de avião perdeu seu pai. Decidido a seguir a mesma carreira do pai, ele sempre foi um piloto imprudente, irresponsável, mas acima de tudo destemido, e por essa grande qualidade foi escolhido pelo alienígena moribundo Abin Sur para ser seu sucessor no patrulhamento da galáxia como um membro da Tropa dos Lanterna Verdes. Além de ser um homem-sem-medo, Jordan é um tremendo mulherengo, conquistando corações até nos confins do universo. Ele é o cara.

O personagem junto com Barry Allen, o Flash, foi o catalisador da Era de Prata dos quadrinhos.

Por ser simplesmente o super-herói mais f#da dos quadrinhos e tenho dito, o Lanterna Verde fica na 1ª colocação.

Lanterna Verde é uma criação de John Broome e Gil Kane, sua primeira aparição foi na Showcase #22 (Outubro 1959), e é publicado pela DC Comics.

O que eu acho? “Sou Rafael Lam, eu sei das coisas.”

Lam.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

24 Comentários

  1. “Sou Rafael Lam, eu sei das coisas.” E tiro muita onda e sarro também! hehehehe
    Mas, falando sério Lam, concordo com o Bigby Lobo em segundo (o Wolverine poderia parender algo com ele) e também acho o Lanterna Verde (Hal Jordan) uma puta escolha. Entretanto, tu gosta de Planetary e o fodão Elijah Snow foi de fora…por que? A rigor ele não é um super-heroi (como o Bigby), mas tem personalidade e ums momentos ótimos:
    “Se quiser que eu arranque o topo de sua cabeça e deixe os pombos de tóquio cagarem em seu cérebro vivo, por favor, faça mais piadas!” Elijah Snow, o cara!

  2. Ficou legal!
    e como é sua opinião não tenho oque reclamar ou elogiar apenas comentar que:
    O bico é fõdão mesmo, o bico 3, o neto (do arco ecos do amanhâ, tbm do Morrison,´seria a versão “decente” dele. tbm eh foda demais!
    sem contarna layla miller! (alias nas mãos do Peter david, todos eles estão f¨%*$ demais, monet principalmente, que de megabunda ficou bem loka!)

  3. MINHA LISTA, CARÍSSIMOS NEÓFITOS!!!!!!!!!!!!!!
    1º Monstro do Pântano (muitos anos-luz do que qualquer outro personagem de hq)
    2º Batman (o maior entre os super-heróis)
    3º Sandman (Lorde dos sonhos e irmãozinho caçula da Morte)
    4º Liga da Justiça (a verdadeira, não essa porcaria que estão anunciando nos EUA atualmente)
    5º Legião dos super-heróis
    6º Demolidor
    7º Desafiador
    8º Nova ( merecidamente ressuscitado recentemente)
    9º Homem de Ferro
    10º Rastejante ( o personagem mais mau aproveitado dos quadrinhos, mas com um imenso potencial)
    11º Os supremos – os dois primeiros arcos, ou seja, nas mãos certas (fujam, vem aí o Madureira!)
    12º Qualquer título que não tenha um lanterna verde em destaque
    289º Qualquer lanterna, em qualquer uma das cores do arco-íris (símbolo gls), entre os dezenas de milhões que infestam esses universos da DC

  4. Temos que lembrar que o conceito do Batman extrapola o gênero dos super-heróis, asylum Arkhan por exemplo não é definitivamente história de super-herói e ninguém nega que seja fantástica, e assim são tantos outros exemplos em que o universo do Batman foi além dos limites desse gênero!
    Mas não nego as qualidades das histórias da tropa não, só não as vejo exageradamente, ficam bem abaixo das histórias cósmicas do capitão Mar-vell (o original ) nas mãos de Jim Starlin

  5. Não vou falar sobre o Mar-Vell, porque nunca me interessei pelo universo cósmico da Marvel. Porque depois da 091820182918ª Saga terminando com Infinito com Thanos levando toco da Morte, volta do Warlock e participação especial do Aranha, dá no saco.

    4º Liga da Justiça (a verdadeira, não essa porcaria que estão anunciando nos EUA atualmente)
    12º Qualquer título que não tenha um lanterna verde em destaque

    Pera aí, acho que existe um certo Lanterna Verde que é fundador dessa equipe. Acho que o 12° é uma contradição.

  6. Ser fundador não quer dizer que garanta destaque, mas não estava me referindo às primeiras histórias, não sou museu para idolatrar antigüidades tanto assim, eu respeito os primórdios dos personagens… E até o Brad Pitt pode ser tolerável quando o enredo é bom (vide o clube da luta), então na Liga a presença do lanterna é relativamente tolerável

  7. Justiça não é ruim obviamente, embora a arte do Alex já esteja ficando meio saturada na minha opinião, mas não é o lanterna que determinou o sucesso dessa minisserie, embora o Roos também tenha forçado para o Hal aparecer um pouco mais, como já tinha sido feito exageradamente em A Nova Fronteira! Quando foge do ritmo e contexto a participação de um determinado personagem fica artificial, uma colagem ao invés de se ter uma modelagem harmônica dentro do roteiro, então o personagem fica na condição de apêndice da história, em a Nova Fronteira isso aconteceu claramente, grande parte das aparições do Hal era desnecessária!

  8. Se é uma lista de preferências, quanto a super-herois, até vale, pq preferência é algo, praser óbvio, pessoal.
    Mas convenhamos, embora até seja simpático, o Lanterna Verde é a personagem mais brega do mundo comics, alguns km à frente do capitão bandeiroso e um pouquinho à frente do Luke Cage e do homemborracha da dc.