em , ,

Pedro Cobiaco e Chico Shiko lançam trabalhos em Curitiba neste sábado

Quem vive em Curitiba e redondezas não pode reclamar, a Itiban Comic Shop é daqueles lugares mágicos que mantém vivo o trabalho autoral nacional.

Neste sábado, 18 de abril, o dinâmico Pedro Cobiaco e Chico Shiko lançam seus últimos trabalhos e participar de uma mesa com mediaçã de Lielson Zeni. Shiko lança Lavagem e Pedro, Harmatã, dois lançamentos da Editora MINO.

Lavagem

Baseado num curta-metragem homônimo dirigido pelo próprio Shiko e lançado em 2011 pela cooperativa Filmes a Granel, o álbum mostra um casal isolado que vive no mangue: ela é uma alma analfabeta e temente a Deus, mas que deseja o pecado quando cruza o estuário de balsa para seu encontro com o divino; ele, descrente em virtude do embrutecimento oferecido pela vida, convive mais com os porcos do que entre as pessoas.

Um dia, quando os brados de “aleluias!” do pastor na televisão dão lugar ao zumbido incessante da estática, bate à porta do casal um “homem de Deus”, que transpôs a inacessível maré alta para trazer muito mais do que a palavra de Deus.

No novo trabalho de Shiko, o termo “lavagem” vai além de ser a mera comida dos porcos ou o cardápio da janta que se prepara naquela noite no casebre. A lavagem da alma pode ser tanto num banho de sangue, nas águas da maré alta ou no abandono de uma vida atolada no terreno úmido dos manguezais.

Harmatã

Foi lançada no Festival Internacional de Quadrinhos de Belo Horizonte de 2013, esgotou e foi reimpressa pela editora Mino neste ano. Harmatã é um diálogo telefônico entre um casal, Fábio e Lua, trabalhando as imagens como metáforas ampliadoras dos sentidos das palavras.

Nessa conversa, os dois personagens passam por questões como distância, amor e vazio, esquivando-se dos clichês românticos. O artista recebeu o troféu HQ Mix de 2014 como Novo Talento – roteirista por essa obra.

Sobre os Autores

Shiko é quadrinista, artista visual, grafiteiro e cineasta. Participou de revistas independentes como Café Espacial e Graffiti 76% Quadrinhos. Já lançou as HQs: Zine Marginal (Marca de Fantasia), Blue Note (vencedora de um edital do Governo do Estado da Paraíba) e O Azul Indiferente do Céu (independente). Adaptou O Quinze, de Rachel de Queiroz para os quadrinhos (Ática), que foi selecionado para o Programa Nacional Biblioteca da Escola – PNBE – do Governo Federal e publicou a Graphic MSP Piteco – Ingá (Panini), baseada em personagem de Mauricio de Sousa.

Pedro Cobiaco tem 18 anos, é quadrinista e ilustrador. Começou a desenhar em 2009 e não parou mais. Já publicou semanalmente na Folhinha, caderno especial da Folha de S. Paulo, além de diversas outras revistas. Publicou o álbum independente Bolhas, em 2011 e editou a revista Loki, em 2012. Recebeu o prêmio HQ Mix de Novo Talento – roteirista por Harmatã, que ganhou relançamento pela Mino. http://pedrovolone.tumblr.com/

Participe com sua opinião!