em ,

Provável roteirista para a sequência de Motoqueiro Fantasma

poster_ghostrider

O que acontece quando um filme fraco ganha uma continuação? Acontece que sua sequência é fraca³! Agora, e se eu te dissesse que o roteirista de “Batman: O Cavaleiro das Trevas”, David Goyer, assumiria a franquia do Motoqueiro Fantasma nos cinemas, faria diferença? … Não para mim.

Aparentemente, a Columbia Pictures entrou em contato com Goyer para que ele trabalhe junto à equipe do filme, que terá mais uma vez Nicolas Cage como Johnny Blaze. E se o nome de Cage já não fosse um contra para esta idéia de levar esta adaptação à frente, eis minha sincera opinião à respeito:

Eu gosto muito de Motoqueiro Fantasma, gosto mesmo. Tenho um pôster do anti-herói emoldurado na parede do meu quarto; e é por esse motivo que eu simplesmente afirmo que este personagem não serve para ser visto em uma tela de cinema. Sabe, como que o público pode levar a sério uma caveira cuja cabeça está sempre acompanhada de chamas? E que anda em uma moto?! Eu não levaria. A não ser que soubesse que o filme teria a proposta de ser trash. A meu ver, o próprio personagem não serve para esta mídia, de modo que o resultado final fique palatável.

Mas é só minha opinião. Na indústria do cinema (e nos negócios em geral),  se deu dinheiro, sempre cabe mais um! 🙁

2 opinaram!

Deixe sua opinião!
  1. Realmente eu concordo em partes com você Rafael,acho que o filme do Motoqueiro Fantasma foi muito “Homem Aranha” tem que ser mais “Justiceiro” , fora que Nicolas Cage não combina em nada como Motoqueiro Fantasma.
    Mas se for pra fazer igual ao outro ( tudo está indicando que sim ) é melhor não fazer e deixar o Motoqueiro morto e enterrado.

  2. Eu também concordo, o personagem é muito macabro para o cinema. Vocês perceberam que no filme anterior não tem o Zarathos? E o Coração Negro tava mais para um Coração Rosa. Mas o principal para mim foi terem rejeitado o Johnny Depp, que queria o papel para por o Cage. Falando nele vocês viram ele vestido de Superman, foi a coisa mais bisonha que eu já vi.

Deixe sua opinião

Avatar

Publicação Rafaell Reboredo