em

Sandman: Linha do Tempo Editorial

- ambrosia neil gaiman sonho - Sandman: Linha do Tempo Editorial

Setembro de 1987
Neil Gaiman sugere uma nova abordagem radical para o personagem Sandman ao braço britânico da editora DC, estavam presentes a editora Karen Berger e a presidente Jenette Kahn.

Outubro de 1987
Karen Berger solicita a Gaiman que traga um novo personagem Sandman. Em seguida a Inglaterra é atingida pelo primeiro furacão em 300 anos, deixando por duas semanas a região atingida desolada e sem eletricidade. Quando a luz é recuperada Neil Gaiman já havia criado o personagem e possuia 4 edições escritas.

Novembro de 1987
A proposta de Sandman é aprovada como uma série regular e fica decidido que Dave McKean fará as capas. McKean já havia trabalhado com Gaiman na mini-série Orquídea Negra, também o primeiro trabalho do escritor com Karen Berger.

Janeiro de 1988
A DC convida Sam Kieth para desenhar a série e, por sua sugestão, Mike Dringenberg é o escolhido como arte finalista.

Novembro de 1988
Antes que Sandman fosse publicado e após desenhar as cinco primeiros da série, Sam Kieth abandona o projeto alegando incompatibilidade artística. Mike Dringenberg assume os desenhos e a arte-final passa para Malcolm Jones III, que já havia ajudado Dringenberg nos primeiros números.

- preludios e noturnos - Sandman: Linha do Tempo Editorial
Prelúdios e Noturnos

Dezembro de 1988
O primeiro número de Sandman previsto para ser lançado no mercado acaba sendo atrasado para o mês seguinte, mas Neil Gaiman e Mike Dringenberg realizam a primeira sessão de autografos para um público pequeno.

Janeiro de 1989
Sandman #1 começa a ser vendido nas comic shops dos Estados Unidos e em outras lojas especializadas, ninguém conseguiria imaginar o futuro brilhante que Destino havia reservado.

Julho de 1989 à Agosto de 1989
“O Som de Suas Asas” apresenta Morte, a irmã mais velha de Sonho em uma história empírica e que serviu bem de transição entre o primeiro arco e os novos rumos de Sandman.

Como parte da promoção da série, a DC Comics  adicionou a revista pré-produzida um resumo especial da história até agora e envio para cada loja de quadrinhos 25% extra das revistas solicitadas gratuitamente para que cada uma fizesse o que quisesse.

Conforme Gaiman relatou, muitas simplesmente venderam as revistas extras, porém a maioria utilizou para angariar novos leitores (algumas solicitando até mais números). Algumas pessoas relatam até hoje para Neil que a estratégia não rendeu somente leitores fiéis a série, mas também expandiu o universo de quadrinhos daquela pessoa

- sandman casa de bonecas - Sandman: Linha do Tempo Editorial
Casa de Bonecas

Setembro de 1989 a Abril de 1990
Nesse período foi publicado o arco “Casa de Bonecas”, reintroduzindo a personagem Unity Kinkaid, uma das vitimas da doença do sono causada durante a prisão de Sonho e que acaba impregnada por um dos perpétuos. As primeiras sementes de antipatia são plantadas entre Sonho e Desejo.

Maio de 1990
Um artigo favorável a série é publicado na revista Rolling Stone, o que praticamente obrigou a DC Comics a lançar a edição encadernada de “Casa de Bonecas” o mais rápido possível, com introdução de Clive Barker.

Julho-Setembro 1990
Terra dos Sonhos, as primeiras histórias curtas de Sandman, é lançado. Este arco inclui “Um Sonho de Mil Gatos” e “Sonhos de Uma Noite de Verão”.

Outubro 1990
O resto dos irmão de Sandman, exceto um, são introduzidos no nº 21. É a última edição de Mike Dringenberg como desenhista e o começo do novo arco, “Estação das Brumas”. As edições e arcos seguintes teriam diversos times artísticos diferentes que contribuiriam com a sensação eclética do título. O deus nórdico Loki é punido e uma fada é deixada no Sonhar, dois eventos que terão repercussões inesperadas no final da série.

Junho 1991
O filho de Sandman aparece pela primeira vez em “Termidor”, a edição que introduziu Johanna Constantine, uma ancestral de John Constantine de Hellblazer. Stan Woch foi desenhista.

Setembro 1991
Mês de Sandman, um mês especial separado especialmente para promover o título, com o lançamento de duas edições encadernadas do Sandman: Terra dos Sonhos, com introdução de Steve Erickson e Prelúdios e Noturnos, com introdução de F. Paul Wilson. Também foi lançado uma capa protetora com uma arte original de Dave McKean, e a primeira estátua de Sandman, criada pelo escultor Randy Bowen, de um rascunho de Kelley Jones. Kelley também providenciou a arte para um poster de Sandman com Sonho, Morte e alguns personagens do Sonhar. A estátua veio em uma estátua que veio com uma história curta de Neil Gaiman na lateral.

Destruição e Orpheus
A camisteta do Sandman é lançada, nela, temos Sonho e Morte como desenhados por Mike Dringenberg e as palavras “Como você se sentiria a respeito da vida se a Morte fosse sua irmã mais velha?”. Ainda lançado neste mês: O relógio da Morte, com uma imagem da morte e uma caveira que cobre seu rosto todo minuto.

The SANDMAN Special, uma revisão da tragédia grega desenhada por Bryan Talbot, revela Destruição, o irmão perdido dos Perpétuos, e reintroduz Orpheus, o filho de Sonho. A capa desta edição especial brilhava levemente no escuro.

- sandman um jogo de voce - Sandman: Linha do Tempo Editorial
Um Jogo de Você

Outubro 1991
“Sonho de Uma Noite de Verão”, a edição com lírica dark ilustrada por Charles Vess, ganha o World Fantasy Award por melhor história curta, fazendo desta a primeira história em quadrinhos a ganhar o prêmio.

Shawn McManus desenhou “Um Jogo de Você”, que tem a personagem Barbie de “Casa de Bonecas” e apresenta um novo interesse romântico do Rei dos Sonhos.

Junho – Agosto de 1992
A primeira edição desenhada por Jill Thompson, que marca a primeira visita de Daniel ao Sonhar, e outras duas histórias.

Julho 1992
Estação das Brumas é publicado em versão encadernada com introdução de Harlan Ellison. Foi desenhado para ficar parecendo com uma antiga bíblia de família e a fonte da escrita usada na introdução foi achada por Neil em um livro de 1730. Neil faz uma turnê de assinatura do livro. Em dada ocasião, mais de mil pessoas apareceram de uma vez.

Agosto de 1992
O poster dos Perpétuos, ilustrado por Mike Dringenberg. Este poster é visto posteriormente no programa semanal Roseanne da TV americana.

- sandman vidas breves - Sandman: Linha do Tempo Editorial
Vidas Breves

Setembro de 1992
Jill Thompson e Vince Locke se unem para ilustrar “Vidas Breves”, no qual o mestre dos sonhos encontra seu filho após muitos anos e o libera de sua miséria. Este fato chama a atenção das Fúrias, construindo os atos que irão dar forma ao ato final da série.

Dezembro 1992
“Morte fala sobre a Vida”, uma história de oito páginas em que a Morte fala sobre sexo seguro com a ajuda de John Constantine. Escrita por Neil com desenhos de Dave McKean, foi publicada em SANDMAN #46. Desde então foi relançada subsequentemente e existe na forma de panfletos, sendo homenageada por educadores e autoridades de saúde.

Janeiro de 1993
O selo VERTIGO é lançado, sob o comando da editora Karen Berger. SANDMAN #47 do arco de “Vidas Breves” foi a primeira edição da VERTIGO. “Medo de Cair” e “O Castelo” foram duas histórias originais escritas para a coleção VERTIGO. Chris Bachalo e Mark Buckingham desenham a primeira mini-série da Morte, chamada, O Alto Preço da Vida. Esta foi a campeã de vendas de todos os tempos para leitores maduros.

Março de 1993
A escultura da Morte feita por Randy Bowen, baseada nos desenhos de Chris Bachalo, é vendida juntamente com uma camiseta, um poster e um segundo relógio da Morte, todos usando os desenhos de Bachalo.

Sonho – Abril de 1993
A edição # 50, baseado nas Mil e Uma Noites das Arábias, desenhada por P. Craig Russel explica um poucos mais os misteriosos objetos do baú de Sonho (visto pela primeira vez no final de “Estação das Brumas”). Este foi o único Sandman escrito fora de sequência que demorou mais de um ano pra ser completo. Esta edição, que também teve uma edição platinum, foi usada como design da segunda estátua de Sandman.

Maio a Outubro de 1993
Bryan Talbot, Mark Buckingham, Gary Amaro, Shea Anton Pensa, Vince Locke, John Watkins, Alec Stevens, Michael Zulli, Dick Giordano, Michael Alfred, Tony Harris e Steve Leialoha ilustram um grupo estranho de viajantes que se reunem durante uma tempestade da realidade para contar histórias uns aos outros em uma taverna chamada Fim dos Mundos.

Maio de 1993
A versão de colecionador de “Um Jogo de Você” é lançada, com introdução de Samuel R. Delany.

Junho de 1993
Imperadores, lobisomens, o jovem Marco Polo e outros personagens de histórias solo de SANDMAN aparecem no encadernado “Fábulas e Reflexões”, que ainda contém uma versão expandida de “Medo de Cair”, e uma introdução de Gene Wolfe.

- sandman vidas breves1 - Sandman: Linha do Tempo Editorial
Vidas Breves

Dezembro 1993 a Maio de 1995
As três bruxas, Lyta Hall, Rose Walker e uma séries de outros personagens de edições passadas aparecem juntos no arco apocalíptico, “Entes Queridos”, no qual Morpheus morre. Marc Hempel ilustrou com ajuda de Richard Case, Teddy Kristiansen, Glynn Dillon, Charles Vess e Dean Ormston.

Fevereiro de 1994
Um jogo de cartas colecionáveis do Sandman é lançado com críticas positivas, inspirando uma coleção própria da VERTIGO. O jogo contém 90 cartas alongadas com personagens da série, 7 cartas revestidas por cobre dos Perpétuos e uma edição limitada da carta de Sandman em holograma.

Junho de 1994
A edição de colecionador de “VIDAS BREVES”, com introdução de Peter Straub, é lançada.

Abril de 1995
A versão limitada da CARTAS DE TAROT VERTIGO quebra recordes de venda. Desenhada por Dave McKean, o guia de capa dura com 128 paginas é escrito pela expert em tarot Rachel Pollack e vem com 78 cartas de tarot totalmente coloridas.
A edição de colecionador de “FIM DOS MUNDOS” é lançada, com introdução de Stephen King.

- sandman o despertar - Sandman: Linha do Tempo Editorial
O Despertar

Junho a Novembro de 1995
Michael Zulli mostra um novo lado do novo Sandman em “O Despertar”, a primeira edição lançada pelo selo DC/VERTIGO.

Janeiro de 1996
Usando técnicas de pincel diferenciadas e uma paleta de cores minimalista, Jon J. Muth ilustra um poema chinês com a participação de Morpheus e Daniel, criando a edição mais experimental de Sandman feita até hoje.

Fevereiro de 1996
A versão de colecionador de “ENTES QUERIDOS” é lançado, com introdução de Frank McConnell.

Março de 1996
Charles Vess retorna para ilustrar “A Tempestade”, a história irmã de “Sonhos de Uma Noite de Verão”, marcando o fim da história feita na edição #1 de SANDMAN.

Linha do tempo publicada em Sandma #75.

Deixe sua opinião

Avatar Heróico

Publicado por J.R. Dib