Ambrosia Quadrinhos Versão erótica de Tintim causa polêmica.

Versão erótica de Tintim causa polêmica.

Tintim

O Tintim é um personagem extremamente conhecido de Hergé, porém sua fama não advêm apenas de sua fisionomia própria e de suas aventuras globais, mas também das diversas atribuições racistas que aparecem nas revista do personagem (que surgiu na virada para os anos 30).

TintimAtualmente, porém, o que vêm causando polêmica acerca de Tintim é algo completamente diferente; assuntos relativos à modificações realizadas no mundo dos personagens originais.

O escritor espanhol Antonio Altarriba lançou uma reapropriação do Tintim em uma HQ de sua autoria chamada El Loto Rosa ou, no português, A Lótus Rosa (fazendo uma referência a um conhecido título da série do Tintim, A Lótus Azul). Nessa nova obra o autor se utiliza de um Tintim mais adulto, que perdeu sua carrera de repórter (a qual tenta recuperar) e acabou virando um paparazzi, em contrapartida ele agora se inicia em um mundo sexual. Quanto aos outros personagens: o Capitão Haddock se tornou um alcoólatra, o professor Girassol é internado em um hospício e Milou, o terrier branco, encontra-se morto. E, além de todas estas modificações, Altarriba também incluiu cenas de sexo explícitas na história.

Estas mudanças podem ser interessantes e provavelmente divertidas para aqueles que conhecem o Tintim assexuado original de Hergé, mas há quem não gostou nem um pouco destas re-apropriações Entre essas pessoas encontra-se a família de Hergé, que afirma que Altarriba perverteu em essência a personalidade do Tintim. O resultado foi o início de uma briga na justiça para tentar impedir a distribuição esta obra, que acabou em um acordo feito pelas partes no qual a Edicions de Ponent se compromete em não mais editar a obra, que teve sua tiragem inicial de 1.500 exemplares.

Sobre a polêmica Altarriba afirmou: “Sou um escritor inteiramente avesso ao plágio, mas o uso de personalidades pré-existentes é comum. Usei vários personagens em minhas obras anteriores e nunca tive problemas. Mas depois disso, nunca mais escreverei sobre Tintim”.

8 COMENTÁRIOS

  1. Eu não vejo motivos para essa deturpação da imagem do Tintim ( sim , eu adoro o livro / desenho ) , pois realmente vai de encontro a essência do personagem .
    Vejamos se esse espanhol também nao faz uma versão erótica da vida de Rodrigo Diaz de Vivar

  2. Po eu adoro esse tipo de coisa…. Vou tentar ler esse Loto rosa, pode ter ficado muito bom. Até por que, ainda que eu goste do personagem, ele sempre foi muito conservador e racista, é saudável dar um ar mais polêmico a isso.
    O Bandit por exemplo, só comentou nesse post que não gosta por que é claramente de direita em todas as suas atribuições (Fred isso foi piada).

  3. Bla bla bla lá vou eu discordar… acho que a deturpação de um personagem sem o consentimento dos detentores autorais uma porcaria, é igual alguém pegar os livros do Tolkien e publicar um livro pós retorno do Rei onde todos personagens foram drasticamente modificados. LIXO
    Como um segundo exemplo eu vou citar as tirinhas do Calvin & Haroldo, a pouco tempo surgiram na internet uma série de histórinhas com o Calvin crescido deturpando completamente a criação original, uma sacanagem com o autor que ficou anos trabalhando no personagem.
    Não é porque o Tintin é racista, nazisa e conservador que uma ação destas deve ser justificada.

  4. Felipe, lembre que as tiras foram escritas em ESPANHOL, tem certeza que vai lê-las?
    Camino, eu concordo que fazer uma modificação, especialmente drástica como nesse caso, sem o concentimento da família do Hérge foi pedir para levar um processo. O Altarriba foi bastante imprudente e sem consideração para com a opinião da família do criador (e, portanto, também com o falecido), mas eu acho válido fazer reapropriações sim, volta e meia sai coisas legais, só depende de quem escreve e do que muda. Por exemplo tanto a mônica quanto o Asterix fizeram edições de aniversário aonde diversos autores fizeram versões próprias da história, algumas coisas ficaram muito bobas, outras ruins, mas teve muita coisa boa (sei que esse exemplo não é o melhor, mas foi o que lembrei agora).

  5. Tá, imagina você trabalha a vida inteira concedendo alguma coisa e depois vêm outra pessoa e se apropria do seu trabalho, modificando tudo que foi criado e deixando uma impressão que não aquela sob o qual foi idelizada.
    Para mim isso é muita incapacidade e oportunismo, querer fazer seu nome sobre o trabalho de outra pessoa. Salvo quando a consentimento, algo que não aconteceu aqui e que serve somente como oportunismo.

  6. Pra mim a familia de hergé tem todo direito de ficar revoltada, eu crio personagens e se em meu caso alguém pegasse meu personagem e fisesse histórias eróticas com ele eu ía ficar arretada!
    Hergé trabalhou tanto nesse personagem pra um homem vim assim e acabar com a inocência do reporter!

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

próxima publicação