A antiga polêmica sobre a história Dark Dungeons

Ambrosia RPG A antiga polêmica sobre a história Dark Dungeons

A antiga polêmica sobre a história Dark Dungeons | RPG | Revista Ambrosia

Em 1984 nos Estados Unidos uma editora religiosa chamada Chick Publications publicou “na internet”  uma história em quadrinhos chamada Dark Dungeons aonde conhecemos duas amigas, Debbie e Marcie, jogadoras de uma versão distorcida do jogo de RPG  Dungeons and Dragons. O que na realidade encontramos nessa história é um conjunto de lendas criadas na época sobre o RPG e que são devidamente reforçadas, coisas como magias reais que estariam presentes nos livros de RPG e sinistras mulheres iniciando adolescentes em jogos de RPG para levá-los para o mundo da magia negra entre uma infinidade de coisas rotuladas como satanismo.

Já nos primeiros quadros encontramos a pobre menina Marcie tendo seu personagem no jogo (o personagem Black Leaf) sendo morto, coisa que ela não aceita com facilidade. Enquanto isso a jovem Debbie é convidada pela sinistra “Dungeon Master” a ser iniciada em “magia de verdade” já que sua personagem Elfstar já havia chegado ao oitavo nível. Debbie agora com poderes e obcecada cada vez mais com o jogo, não é capaz de dar atenção a sua amiga Marcie que estava desesperada por não poder entrar mais no jogo. Quando Debbie vai procurar Marcie já é tarde, ela já havia se enforcado desesperada por não conseguir imaginar ser impossível voltar a jogar com seu querido personagem. Debbie então cai em si e percebe o quanto é perigoso o RPG para seu desespero total.

Tudo acaba bem após um oportuno jovem lhe sugerir procurar a igreja em busca de salvação e paz. Após um longo sermão sobre o quanto Dungeon and Dragons é um jogo diabólico, Debbie queima seus livros de D&D diante da igreja em uma clássica cena de purificação e arrependimento perante seu Deus.

A antiga polêmica sobre a história Dark Dungeons | RPG | Revista AmbrosiaEssa historia que pode ser lida online (clique aqui para conferir-la) e até hoje é muito marcante entre jogadores de RPG dos Estados Unidos, mesmo sendo tão antiga. Ela é considera uma das maiores propagandas anti-RPG já criadas e mostra como a incompreensão e a falta de bom senso podem gerar coisas assustadoras contra uma determinada coisa. O período dessa história era o mesmo aonde o RPG foi amplamente perseguido por religiosos e autoridades nos Estados Unidos e uma história sem muitos fundamentos como essa acabou ofendendo grande maioria dos fãs do jogo que já estavam um pouco saturados de acusações. Vale a menção honrosa do filme Mazes and Monsters que é de 1982, 2 anos antes dessa publicação. O filme que só não utilizou o nome Dungeons and Dragons por saber que teria problemas judiciais mostra um jovem que surta após uma sessão live action em uma caverna e passa a acreditar que é realmente seu personagem de RPG. O que mais surpreende nessa história é que esse garoto da história é nada mais, nada menos, que o famoso ator Tom Hanks, na época bem jovem.

Dark Dungeons talvez nunca seja esquecida, até por ficar ali, aberta, disponível online para qualquer um acessar e ler. Recentemente foi divulgado no blog do site americano The Escapist algumas idéias criadas por jogadores de RPG em cima da mal falada história . Todas buscando brincar com a história mostrando como há espaço até mesmo para jogar RPG com algo que teoricamente fala mal dele. Melhor impossível.

Waxman’s Warriors

A antiga polêmica sobre a história Dark Dungeons | RPG | Revista Ambrosia

Um grupo de pecadores condenados a danação eterna resolve fugir do inferno e achar sozinhos o caminho para o céu em busca de uma “renegociação” com Deus sobre as suas sentenças.  Um livro jogo que tem a frase “Mandaram você para o inferno, agora você vai fazê-los pagar” não poderia deixar mais claro o teor da história. Segundo os autores, o mundo de Waxman’s Warrriors é baseado no mundo religioso da Chick Comics obviamente fazendo comédia com ele. O jogo que utiliza o louco sistema genérico QAGS (Quick Ass Game System, sim, isso mesmo, é Quick e não Kick…) da editora Hex Games vai mais longe, entre o grupo de pecadores enviados para o inferno temos ainda uma conhecida do velho Dark Dungeons, a menina Debbie! Aparentemente a garota após encontrar Jesus e queimar seus livros de D&D gostou tanto da coisa – de queimar os livros! – que se tornou uma piromaniaca louca por queimar livros e outros materiais satânicos. Sua compulsão fatalmente resultou em sua morte após um incêndio que saiu do controle. Não é muito difícil perceber após essa descrição que esse não é um RPG recomendado para pessoas sensíveis ou que sejam religiosas demais para entender a brincadeira…

Dark Dungeons

A antiga polêmica sobre a história Dark Dungeons | RPG | Revista Ambrosia

Aqui temos uma situação que me parece mais oportunista que necessariamente outra coisa. Dark Dungeons é um RPG old school gratuito (um retroclone como o nosso querido rpg brasileiro Old Dragon) que se aproveita dessa polêmica história da editora Chick para ganhar visibilidade. As personagens das jogadoras Debbie e Marcie no jogo, respectivamente Elfstar e Black Leaf são usadas pelo autor nos exemplos de combate mostrando que realmente ha uma intenção de “homenagear” a infame história . Durante algum tempo o jogo Dark  Dungeons era o primeiro nas pesquisas sobre o termo superando até a história da Chicks, mas pelo visto não durou muito tempo como podem perceber aqui.

Darkest Dungeons

Talvez o mais interessante relato de um RPG baseado no tema e talvez infelizmente o único que não se concretizou foi o RPG citado no The Escapist chamado de Darkest Dungeons. Um RPG de humor baseado na história de Dark Dungeons se passando nos dias atuais, os jogadores encarnam jovens que jogam RPG e que são cada vez mais corrompidos pelo jogo e pela EDM (Evil Dungeon Master), eles lutam para não se suicidarem ou enlouquecerem enquanto jogam para conseguir chegar no ambicioso nono nível da dungeon!

Já no Brasil

Se você joga RPG a alguns anos já deve ter ouvido falar do caso do assassinato de Ouro Preto em Minas Gerais e sobre as tristes tentativas de associar os jogos de RPG a rituais satânicos entre outras grandes desinformações que assombraram os jogadores de RPG durante muito tempo. Se andou acompanhando o Ambrosia sabe que os pobres rapazes foram absolvidos de suas acusações já que foram injustamente acusados sem prova alguma que pudesse os incriminar.

A falta de informação e o sensacionalismo acabam as vezes infelizmente superando o bom senso. Cabe a nós que gostamos do jogo driblar esses contratempos e na medida do possível mostrar o quanto tais atitudes estão equivocadas. Enquanto isso Dark Dungeons continua lá, sendo exibida e vendida, como um fantasma assombrando os pobres jogadores americanos.

Links:

Waxman’s Warriors no DrivethruRPG

Download do RPG Dark Dungeons

#Novidades