em

A White Wolf não irá acabar

Como havíamos especulado previamente nos artigos sobre os posfácios de Mirrors e Chronicler’s Guide, a White Wolf não irá realmente encerrar suas linhas e sim mudar o formato de publicação. Se antes o conteúdo principal era distribuído a partir de livros em capa dura ao longo do ano, agora teremos lançamentos em PDFs, que poderão ser impressos através da empresa responsável pelo POD (Print On Demand). É claro que isso acarreta em problemas para o consumidor brasileiro acostumado a adquirir seus livros importados pela Amazon, que sempre oferece versões muito mais baratas do que suas equivalentes nacionais.

O texto abaixo foi postado por Eddy Webb no site oficial da editora, que era até então o desenvolvedor responsável pelas formas alternativas de publicação da White Wolf (que agora deve ter ganho uma promoção, já que o futuro da empresa repousa na mídia online):

De vez em quando, nós queremos colocar algo importante para fora, e nós tomamos cuidados especiais para se certificar de que nós estamos realmente dizendo o que queremos dizer. Mas depois você olha para este “algo” mais e mais, às vezes você pensa que está dizendo o que você quer dizer, mas quando realmente “chega” lá fora, as pessoas interpretam isso de uma maneira muito diferente.

Este tem sido o caso com os posfácios no Mage: Chornicler’s Guide e WoD: Mirrors, bem como nos próximos livros que sairão no futuro (N.E. – Como Danse Macabre e Signs of the Moon). Nós quisemos dar chance à vários desenvolvedores de dizer uma palavra final sob suas perspectivas a respeito do nosso modelo de negócios original: um calendário fixo de lançamentos regulares de livros de capa dura. Isto foi concebido como uma forma de dizer adeus à maneira como nós fizemos negócios durante as duas últimas décadas, na medida em que caminhamos para uma nova maneira de colocar a venda nossos produtos, mas muitas pessoas vieram até nós com a preocupação de que isso significava o fim de seus jogos favoritos.

Este não é o caso.

Nós teremos muito mais informações nos próximos meses, mas eu queria certificar e garantir para as pessoas que a mudança da forma como nós entregamos os jogos não significa que as linhas de jogo estão indo embora. As coisas estão mudando de maneira que julgamos ser incrivelmente excitante, e algumas dessas mudanças são bastante radicais da forma como fazíamos negócio antes, mas certamente não estamos “tirando da tomada” os nossos produtos e linhas de RPG – como você verá quando nós liberamos nosso calendário de PDFs no início de agosto.

Por favor, sinta-se livre para passar esta mensagem a seus amigos e chamem a atenção das pessoas para este post em tópicos de fóruns. Nós iremos estar disponíveis na GenCon para conversar com as pessoas, bem como na Grand Masquerade. Você também pode deixar um comentário neste post do blog, e se é algo que possamos responder, vamos tentar fazer isso.

Portanto, fãs do Mundo das Trevas, não se preocupem, ainda haverão lançamentos e suportes para todas as linhas de jogo, provavelmente seguindo o modelo de outros livros que foram lançados anteriormente só para PDF, como o Testamento de Longinus e New Wave Requiem. Tenho certeza de que todos preferiam que a editora mantivesse seu formato original, mas sabemos o quanto é difícil mantê-lo no mercado hoje. Torçamos para que a iniciativa de Impressão Sob Demanda seja boa, porque muitos jogadores e narradores não abrem mão de terem seus livros em papel. Temos também que esperar até agosto para finalmente descobrir quais são os novos produtos que estão sendo produzidos. Por enquanto, qualquer entusiasta tem muito o que se ocupar com os diversos lançamentos inaugurados por Mirrors.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

5 Comentários

  1. Por um lado, os custos e até as publicações podem receber um bom incentivo pois, será mais barato e demandará menos tempo e burocracia para publicar um PDF do que um livro. Mas como o Rubens disse no comentário anterior e a Devir como fica? Vejo dessa forma: Ela ainda tem os direitos sobre a linha e um publico sólido, nesse caso ela pode viabilizar como POD ou mesmo fazer uma tiragem comum (isso é pura especulação minha, não sei se existe um empecilho legal para isso). Ela também pode entrar de vez no mercado de pdf no Brasil e "ver no que dá", partucularmente não compro na Amazon pois não sei Inglês (snif), mas que comprava na Amazon pode comprar direto da White Wolf agora, então pessoas como eu terão que comprar ou um pdf traduzido pela Devir, ou uma versão impressa que pode ser POD ou não. Gostaria que a Devir avaliasse com carinho a possibilidade de venda de pdf no Brasil, embora seja um mercado de consumo diferente, nada te impede de imprimir o pdf depois.

  2. A quantidade de livros que a Devir publica não chega nem perto da quantidade que é lançada nos EUA. Eventualmente correm notícias de que a Devir já tem o livro X ou Y traduzido mas não publica porque é inviável. Lançar em pdf resolveria esse problema, a mídia digital pode ser um grande incentivo para o crescimento do RPG em português. Espero que a Devir adote esta prática, até porque os custos de publicação no Brasil encarecem o livro para o consumidor final, e um pdf poderia tranquilamente custar menos da metade do preço do livro impresso.

    Com a Positivo lançando o Alfa por aqui, temos uma alternativa ao quase inacessível Kindle (já que a Amazon não exporta eletrônicos), e poderemos visualizar nossos livros digitais com praticidade.